Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

sveva-casati-billboard

Saturday Night Fever | Yellow Star Company

21
Set19

cartaz 2.jpg

 

A Yellow Star Company já estreou a nova grande aposta de teatro musical no Salão Preto e Prata do Casino Estoril, Saturday Night Fever. Após o sucesso de Grease em 2018 e nos primeiros meses deste ano, a produtora de Paulo Sousa Costa, também encenador do espetáculo, aposta na fórmula vencedora e desta vez enche o palco com a febre de Sábado à noite. Inspirado no filme lançado em 1977 com o mesmo nome, Saturday Night Fever convida o público a recordar os grandes sucessos musicais de outrora ao som do disco sound da época e que ainda hoje é lembrado e ouvido. 

Com um elenco encabeçado por Ricardo de Sá, Beatriz Barosa e Mafalda Tavares, os três rostos mais conhecidos do público através dos vários projetos televisivos em que têm entrado, o grupo que conta com quinze rostos em palco reconta assim a história protagonizada por Tony Manero, um jovem que vive no bairro de Brooklyn e que pretende deixar o seu singelo emprego de empregado de balcão numa loja de tintas para se tornar no galã e bom dançarino que reconhece ser. Os fins de semana de dança dão a felicidade a este jovem que sofre ao mesmo tempo uma crise amorosa entre o facilitismo e a luta da dificuldade de conquistar de quem se gosta realmente. Será um concurso de dança a alterar o rumo da história de Tony? Ou todos os percalços dos ensaios e da luta pela conquista irão mostrar que existem razões para se ser bom sem ter de deixar para trás quem nos quer bem? Em Saturday Night Fever a luta pelos objetivos bem definidos e a conquista da felicidade que contraria o que os outros idealizam são um marco. Tony não hesita em deixar para trás a segurança para partir numa aventura que o deixa feliz e onde poderá ainda ter o verdadeiro amor do seu lado. 

Numa sessão com duas partes e intervalo pelo meio, a Yellow Star Company convida para mais uma temporada de espetáculos o público a visitar o grande espaço do Casino Estoril para dar a conhecer Saturday Night Fever, um musical que do meu ponto de vista necessita de ajustes após a estreia para conseguir chegar junto de quem assiste. Numa primeira parte mais fria e que parece descontectada em vários momentos entre os momentos musicais e a história que é contada, é somente após o intervalo que as coisas parecem estar coesas e melhor explicadas para quem está a assistir. O elenco divide-se entre figuras que sabem estar para entreter e quem ainda está a dar os primeiros passos e precisa de tempo para agarrar o desafio que lhe foi entregue numa história que pode conquistar com o tempo se lhe derem a volta que é necessária em alguns momentos. Se um Ricardo de Sá tem na Beatriz Barosa a contracena perfeita, existem atores que ainda não conseguem mostrar o poder de palco para agarrar atenções de modo a ser possível dizer que Saturday Night Fever tem um elenco equilibrado.

Fácil de chegar ao Instagram

20
Set19

oinformador_nametag.png

 

O Instagram lançou há algum tempo a placa de identificação de nome e na altura não dei grande importância a este apontamento da rede social. Agora em segundos vi o conceito e deixo aqui a minha placa para chegares de forma rápida e fácil até ao meu perfil.

Andei a pesquisar o conceito e percebi que se abrires a área de Pesquisa (a lupa) do teu Instagram, vais encontrar no canto superior direito dois quadrados, um dentro de outro. Se clicares vai ser aberta a câmara, apontas para a imagem que tenho nesta publicação com o nome da minha página e de imediato aparece o meu perfil que se não seguires deixo aqui o convite para o fazeres.

Bárbara Tinoco - Antes Dela Dizer Que Sim

Música do Dia

19
Set19

 

Ouvi há uns meses mas foi mais recentemente que me chamaram a atenção sobre este tema da Bárbara Tinoco, a jovem que com 19 anos está a conquistar o país com a sua voz através de Antes Dela Dizer Que Sim.

Bárbara não passou nas provas cegas do programa da RTP, The Voice, mas não foi por isso que desistiu do seu sonho e continuou a tentar, até que lançou o seu primeiro tema que em pouco tempo foi somando centenas, milhares e contabiliza agora já mais de dois milhões de visualizações, passando também na Rádio Comercial há alguns meses.

Em que consiste a normalidade?

18
Set19

o que é normal.png

 

O que é a normalidade para cada um de nós? Se um dia esta mesma questão for colocada a uma série de pessoas diferentes as respostas também serão, bem certamente, distintas, existindo as que se podem aproximar da ideia base de outras, mas essencialmente cada um tem a sua ideia sobre a normalidade. Afinal de contas o que é e quem decide o que encaixa no patamar que é considerado por normal sem interferir na liberdade do outro?

Cada um tem a sua ideia sobre a linha do que está dentro da regularidade do que é aceitável e bem visto pelos outros. Não pisar o risco, excluindo comportamentos abusivos e evitar a superioridade. No entanto o que para uns é aceite como estando dentro do limite do que é totalmente aceitável, existe também quem veja o mesmo comportamento como demasiado, uma vez que a sua noção do que está dentro do aceitável poderá ser mais restrita do que a do seu parceiro. Mas será que essa restrição existe mesmo? O que um considera demasiado o outro entende como normal, no entanto numa discussão sobre determinado tema quem poderá levar a melhor se não for considerada a ideia que a normalidade não é de todo igual para todos? Cada um de nós tem a capacidade pessoal de elaborar a sua opinião, criar o seu próprio sentido e formular a sua ideia sem seguir atrás do que a generalidade possa querer implantar. 

A minha ideia de normalidade não é a tua e a tua não é a do outro. Cada qual tem uma ideia sobre até onde pode ir para ser aceitável e o que fica a meio gás, não existindo um ponto fixo e universal que todas as mentes entendam dentro de cada circunstância em particular. 

Dormir bem quente

17
Set19

dormir

 

Dormir com calor por vezes acaba por ser incomodo e se estiver em locais quentes sinto esse efeito. No entanto em casa, quase de forma habitual ao longo do Verão, costumo deitar e deixar ficar o lençol e edredom como cobertura porque parece que aquele aconchego faz sempre falta para que o sono apareça. 

Adormecer em casa é como se fosse praticamente certo que é tapado e quente, depois ao longo da noite a roupa vai saindo de cima do corpo, ou não, consoante o calor que se vai fazendo sentir. Adoro ficar tapado para me sentir confortável, como se estivesse a adormecer num ninho bem fofo e leve. 

«Tu dormes todo tapado com este calor?». Ah, pois é! Tapado até quase à ponta dos cabelos quando é no momento de ir dormir, tal como adoro andar de manga comprida quando sinto um pouco de aragem a milhas de distância. O frio vem ai e já estou com as mangas preparadas porque gosto. 

Intruso | Iain Reid

16
Set19

intruso.jpg

 

Título: Intruso

Título Original: Foe

Autor: Iain Reid

Editora: Topseller

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Junho de 2019

Páginas: 224

ISBN: 978-989-564-006-5

Classificação: 2 em 5

 

Sinopse: Junior e Henrietta são casados e levam uma vida simples e tranquila na sua quinta, afastados do bulício citadino. Um dia, um estranho vindo da cidade chega com notícias surpreendentes: Junior foi selecionado aleatoriamente para fazer uma viagem para muito, muito longe. Ao que parece, ele é um dos candidatos para um projeto de colonização espacial. O mais bizarro é que foi tudo orquestrado para que Henrietta não ficasse sozinha durante a ausência de Junior. Nunca, nem por um segundo. Para todos os efeitos, Henrietta terá sempre uma companhia familiar. Demasiado... familiar.

Mas a ideia não agrada a Junior, cuja desconfiança aumenta de dia para dia. Afinal, que alternativas lhe restam num futuro que foi decidido por si? Em quem poderá ele confiar? Astucioso e pleno de incerteza, Intruso é um thriller psicológico e intenso que analisa a natureza das relações amorosas, a autodeterminação e o significado de se ser (ou não) uma pessoa.

 

Opinião: A premissa de Intruso é apresentada de forma bastante razoável. Junior e Hen vivem numa fazenda afastada da população, longe de tudo e todos, e mostram-se felizes pelo estilo de vida que adotaram. Num certo momento e já quando a noite vai avançada um estranho percorre o caminho que vai de encontro ao lugar onde o casal habita. Eis que chega Terrance à fazenda, um completo desconhecido que trás consigo mistério e que pretende alterar a vida daí em diante dos dois. Estarão preparados para a mudança?

Num enredo que não elabora muito porque não existe muito para fazer acontecer, enchendo demasiado com a problemática sobre o que vai acontecer com tanta mudança na vida de um casal, Intruso é daqueles livros que me deixou confuso por prometer e não conseguir surpreender. Entrando num universo de forma suave de ficção cientifica que não é explorada mas sim somente comentada como se fosse algo distante, neste thriller psicológico a base está na relação de Junior e Hen que terão de aprender a viver com a ideia que existirá uma separação, sendo necessário a preparação para Junior assumir um lugar no futuro e Hen continuar com a sua vida na fazenda mas com nova companhia. Confuso? Nada disso, isto porque rapidamente se começa a perceber que o final não irá surpreender assim tanto, sendo que ao longo do que vai sendo contado vão sendo dadas dicas sobre o que estas mudanças e substituições poderão ter por trás, o que acaba por estragar o interesse para se ser surpreendido na fase derradeira do livro.

O que andará Terrance ao longo de toda a narrativa a preparar para estudar o psicológico e toda a vida deste casal? O que Junior pensa sobre todos estes estudos e alterações que a sua vida terá para enfrentar o futuro no espaço? Quem ficará no seu lugar quando tiver de deixar a fazenda pela longa jornada?

Saturday Night Fever | 20/21.09.2019

Convites duplos

15
Set19

saturday.png

 

Nova temporada e novos espetáculos a chegarem aos palcos nacionais. A Yellow Star Company continua a apostar nos sucessos dos anos anteriores porque o público assim o exige, mas gosta sempre de lançar novas apostas para surpreender o público. Este ano e já em Setembro, estreia no Salão Preto e Prata do Casino Estoril o musical Saturday Night Fever.

Os tempos áureos do disco sound vão finalmente chegar a Portugal, pela primeira vez numa super produção com assinatura Yellow Star Company. Um musical inesquecível e que não pode perder!

Tony Manero é um jovem que vive no bairro de Brooklyn. É um excelente bailarino nos tempos do disco sound mas é feliz apenas aos fins de semana, depois de passar a semana inteira a trabalhar numa monótona loja de tintas.

Sob a influência do seu irmão, um padre frustrado, e de Stephanie, a sua parceira de dança, começa a questionar a maneira como encara a vida e a limitação das suas perspectivas. Paralelamente Tony vive uma crise amorosa, enquanto se prepara para participar num importante concurso de dança. 

Se Grease conquistou o público, desta vez será Saturday Night Fever a chamar e a convidar a plateia a cantar, dançar e aplaudir com o grande elenco que este musical tem, onde Ricardo de Sá, Beatriz Barosa e Mafalda Tavares lideram perante outros nomes conhecidos, como é o caso de António Máximo, Andreia Barros, Diogo Martins, Daniel Cerca Santos, Pedro Vieira, Sara Cecília, João Vilas, Luís Pacheco, Fabiana Craveiro, Alexander Aleksandrov, Elsa Galvão e Diogo Faria.

Como o que é bom é para ser partilhado, tenho dez convites duplos para distribuir de forma igual pelos dias 20 e 21 de Setembro, sessões das 21h30. Este passatempo irá estar disponível até às 10h00 de dia 19 de Setembro, Quinta-feira, e nesse dia serão revelados os nomes dos vencedores nesta mesma publicação, sendo o sorteio feito através do sistema automático random.org. Os premiados serão contactados via email com as recomendações para o levantamento dos bilhetes acontecer nas melhores condições. Para a participação ser válida tens de seguir os passos que se seguem.