Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

60 anos recordados pela desigualdade

27
Nov18

nestum.jpg

A marca Nestum nasceu em 1958, estando a completar os seus 60 anos, data que está a ser celebrada com a implementação na embalagem da imagem original que foi lançada aquando dos primeiros anos de Nestum no mercado. Ao longo dos últimos anos, talvez por influência do avô que sempre apreciou estes cereais ao pequeno almoço, ter uma caixa de Nestum cá por casa é praticamente obrigatório e por estes dias reparei no apontamento sobre as figuras que estão na embalagem, onde as mulheres tratavam dos filhos e nem sinal de um homem a ajudar as crianças a tomarem a sua refeição.

Se olharmos bem, nem é preciso reparar assim tanto, na embalagem celebrativa é possível ver duas crianças a tomarem a sua refeição pela mão de duas mulheres. Com sessenta anos em cima seria normal existir a ideia de que só as mulheres davam comida e tratavam das crianças da casa na altura, mas agora isto não faz de todo sentido. Não é um pouco descabido terem recorrido a uma imagem destas para celebrarem, justamente numa altura em que as diferenças e o femininos estão tão na ordem do dia? Os direitos e deveres de um casal não são iguais? Décadas atrás tudo era visto de forma diferente e as coisas aconteciam desse mesmo modo, mas agora não, esta imagem é para assinalar uma data histórica da marca, no entanto vai contra a prática dos dias que correm, em que todos somos iguais e não são as mulheres que têm exclusivamente de ficar em casa a tratar da educação das crianças. 

Percebo a ideia que a marca teve em recorrer à imagem original como forma de celebrar a data, no entanto há que ter em atenção que os tempos mudaram, não existindo necessidade de mostrarem que a nossa sociedade já foi tão retrograda que muitos homens nunca mudaram uma fralda aos filhos, não lhes dando comida e muitas vezes deixando mesmo toda a parte educacional do lado da ala feminina da família. Poderíamos olhar para a imagem e revelar que estamos perante um casal homossexual a tratar dos seus filhos, mas todos sabemos que não é isso que acontece.

A Nestum foi assim mais uma marca que apoiava as diferenças entre homens e mulheres há seis décadas atrás e que hoje recorda a opção como forma de celebrar o sucesso e os seus tempos primórdios de sucesso e onde se tinha de apostar na imagem feminina a tratar gentilmente das crianças, uma vez que homens na cozinha a apoiarem a família era complicado. Pelos vistos nem existiam marcas familiares que tentassem mostrar que o contrário era possível e aqui está um exemplo disso mesmo, em que cada progenitor tinha as suas funções e não existiam misturas nem troca de funções. 

 

Vamos Comer Um Arco-Íris - www.wook.pt

14 comentários

  • Imagem de perfil

    O Informador 27.11.2018

    Por vezes vale mais não andar para trás com as imagens e somente colocar uma alusão aos 60 anos da marca. Num tempo em que a desigualdade é tão debatida isto não faz sentido ser recordado desta forma, mostrando que há seis décadas atrás estávamos tão atrás de outras sociedades.
  • Imagem de perfil

    Magda L Pais 27.11.2018

    Por vezes vale mais a pena preocupar-nos com coisas realmente importantes do que a embalagem comemorativa de 60 anos da Nestum. É uma embalagem comemorativa, não é a imagem de hoje da marca. É uma embalagem comemorativa que pode ser vista como querendo mostrar o quanto evoluímos enquanto sociedade. Tudo depende de como escolhemos olhar para as coisas
  • Imagem de perfil

    O Informador 27.11.2018

    Não vejo esta imagem como uma memória de como a sociedade evoluiu. Vejo esta imagem como um erro de marketing que vai contra as ideias colocadas em prática pela maioria nos dias que correm. É um modo de lembrar a história da marca, sim, mas uma história que fica marcada pela diferença entre os deveres e direitos de ambos os sexos dentro de uma casa.
  • Imagem de perfil

    Magda L Pais 27.11.2018

    Seria um erro de marketing se a imagem fosse actual. Sendo uma imagem de há 60 anos, é apenas isso. Uma imagem histórica. Ou sugeres que se apague a história porque não está actual? ...
  • Imagem de perfil

    O Informador 27.11.2018

    Não é uma questão de apagar a história da marca, é de a evitar de promover por não fazer sentido nos tempos de hoje.
  • Imagem de perfil

    Magda L Pais 27.11.2018

    Voltamos ao principio da conversa. Se a embalagem é para mostrar como era a primeira embalagem da Nestum (e, mais uma vez, é uma embalagem comemorativa) que sentido faz alterarem a imagem? Ou mostram a primeira embalagem ou mostram a embalagem actual. No meu mundo, não se consegue mostrar a primeira embalagem, feita há 60 anos, com uma foto actual. Além disso... se queres uma foto actual, aquela pode ser uma foto actual. é um casal constituido por duas mulheres, casadas entre si, a alimentar os filhos de ambas. Não me parece que, para ser actual, tenha de estar um homem e uma mulher.
  • Imagem de perfil

    O Informador 27.11.2018

    Claramente que se nota que aquela imagem não é atual para ir de encontro a um casal homossexual. Preferível neste caso não mostrar o antes, o que era defendido há sessenta anos atrás. A embalagem atual da marca está muito bem conseguida por não existir uma imagem familiar mas sim uma imagem universal sobre cereais. Esta imagem comemorativa é que não faz sentido ser mostrada pelas mesas nacionais por mostrar o que acontecia há umas décadas onde as mulheres se rediam a estarem em casa a tratar dos filhos e da casa. É essa imagem que querem passar aos mais novos que olham e podem pensar que aquilo é o correto com a mãe a dar lhes comida e o pai afastado?
  • Imagem de perfil

    Magda L Pais 27.11.2018

    Claramente não sabes a diferença entre imagem da marca e embalagem comemorativa. Mas tambem não sou que te vou explicar. Sugiro, a este propósito, que te informes qual é a diferença e depois conversaremos se não tiveres percebido, sozinho, que uma embalagem comemorativa não é uma imagem de marca
    Olha, pior que isto é a Ilvico a achar que os homens são todos uns mariquinhas e ainda não vi ninguem atacar essa marca...
  • Imagem de perfil

    O Informador 27.11.2018

    A questão é a de se comemorar com uma imagem que defendia valores que hoje não são defendidos. Percebo que seja comemorar o passado e não a imagem atual da marca, mas existem contradições entre um passado que não está assim tão longínquo e o presente.
  • Imagem de perfil

    Magda L Pais 27.11.2018

    E eu continuo a perceber que tu não percebes a diferença entre uma imagem de marca e uma edição comemorativa. Assim como percebo que não percebes a diferença entre o presente e o passado, tal como percebo que não percebes a ideia da marca. Assim como não percebes que a Nestum não está a defender uma ideia retrogada mas sim a comemorar 60 anos com a embalagem original. Enfim...
  • Imagem de perfil

    O Informador 27.11.2018

    Percebo tudo isso! Mas não aceito! Posso ter opinião contrária à vossa? Se acham que sempre se devia ter defendido aquela ideia da diferença perfeito. Hoje não o defendem mas pelos vistos acham que o passado sempre esteve correto e tudo foi feito como devia ser. Com mulheres em casa sem grande independência.
  • Imagem de perfil

    Magda L Pais 27.11.2018

    Há uma linha que separa uma imagem comemorativa duma marca da ideia que temos sobre o papel da mulher e do homem dentro de casa. E não é uma linha assim tão tenue, é enorme. Não vi ainda comentário algum a este teu post que te possa levar a pensar que alguma das pessoas que comentou acha que o papel da mulher é em casa e do homem na rua nem sequer vejo que alguem tenha comentado a dizer que as mulheres não devem ser independentes.
    O que todos - sem excepção - te estão a dizer é que a Nestum vai colocar umas embalagens no mercado com a mesma imagem que tinha há 60 anos, exactamente com essa conotação. Que era a imagem deles quando começaram. Onde é que a nestum (ou qualquer um dos comentadores deste espaço) disseram que concordam que as mulheres são seres inferiores ou diferentes? É que, ou eu sou cega ou não vejo nada disso. O que vejo é as pessoas a tentar explicar-te que é só uma embalagem comemorativa e não uma politica. é só uma embalagem comemorativa e não um achar que assim é que era bom. Oh ceús, não compliquemos o que é simples
  • Imagem de perfil

    O Informador 27.11.2018

    Quando aquela imagem foi lançada o que se defendia é o que lá está representado. Certo? Ou todos ficamos com amnésia e achamos que sempre tudo foi igual entre homens e mulheres? Aquilo fazia sentido, tal como as regras de Salazar fizeram sentido na altura. Faz sentido lembrar o passado? Faz! Faz sentido colocar durante vários meses essa celebração? Não! Lembrar, colocar numa exposição sim. Colocar na mesa dos portugueses, não.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.