Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

A ler... Um Milionário em Lisboa

05
Abr14

Um Milionário em LisboaO Homem de Constantinopla já tinha sido lido, logo quando foi lançado, agora chegou a vez de dedicar tempo à sua continuação, Um Milionário em Lisboa!

Seis meses depois pego na segunda parte da obra de José Rodrigues dos Santos que retrata de forma ficcional a vida de Kaloust Gulbenkian. Num longo romance dividido em dois volumes, o jornalista e pivô do Telejornal da RTP narra a forte vida que este nome mundialmente conhecido teve ao longo da sua existência. Da infância e começo da conquista milionária, aos amores e desastres familiares, um homem mudou com a sua ambição o seu destino e fez fortuna, não se deixando ficar com o que tinha. Através da arte que foi aprendendo a admirar conseguiu construir um segundo império que veio a unir aos seus bens materiais e profissionais e foi assim que entrou num outro mundo, para além do petrolífero!

Um ser, várias vidas, uma diversidade cultural e religiosa e um autor que sabe como agarrar os leitores. Espero voltar a surpreender-me tanto ou mais com Um Milionário em Lisboa como aconteceu com O Homem de Constantinopla. Boas expetativas para esta leitura!

Sinopse: Baseado em acontecimentos verídicos, Um Milionário em Lisboa conclui a espantosa história iniciada em O Homem de Constantinopla e transporta-nos no percurso da vida do arménio que mudou o mundo - confirmando José Rodrigues dos Santos como um dos maiores narradores da literatura contemporânea. 
Kaloust Sarkisian completa a arquitectura do negócio mundial do petróleo e torna-se o homem mais rico do século. Dividido entre Paris e Londres, cidades em cujas suítes dos hotéis Ritz mantém em permanência uma beldade núbil, dedica-se à arte e torna-se o maior coleccionador do seu tempo. Mas o destino interveio. O horror da matança dos Arménios na Primeira Guerra Mundial e a hecatombe da Segunda Guerra Mundial levam o milionário arménio a procurar um novo sítio para viver. Após semanas a agonizar sobre a escolha que teria de fazer, é o filho quem lhe apresenta a solução: Lisboa. O homem mais rico do planeta decide viver no bucólico Portugal. O país agita-se, Salazar questiona-se, o mundo do petróleo espanta-se. E a polícia portuguesa prende-o.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.