Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Acreditar na mentira

mentira.jpg

Existem histórias que vão sendo contadas que logo de início acabam por deixar o ouvinte a pensar sobre a sua veracidade. O que devemos fazer quando percebemos que nos estão a contar uma mentira tão bem elaborada e em crescendo? Mostrar que sabemos que tudo não passa de uma invenção ou fingir que acreditamos e acabarmos por sermos nós a rir com a situação?

Por vezes dou comigo a pensar sobre o que fazer quando percebo que a pessoa está a contar uma história tão verosímil que faz com que todos possam acreditar no que vai sendo dito. Com o conhecimento dos tempos vamos percebendo que muitos dos relatos vindos de certas pessoas não são mais que mentiras bem montadas para entreter e ajudarem o seu criador a sair valorizado com factos inexistentes mas que os demonstram como os melhores. 

Posso parecer falso em não dar a entender que sei que tudo é uma mentira, mas ao mesmo tempo acabo por me divertir ao tentar perceber até que ponto um inventor de situações do dia-a-dia consegue chegar. Estas histórias fantásticas por vezes acabam por ser o pão nosso de cada dia na vida de algumas pessoas que quando começam a falar já os outros sabem que vem invenção criativa na certa. 

Deveria confessar que sei que estão a pregar autênticas tretas aos ouvintes ou devo continuar na diversão pessoal a fingir que acredito, deixando a pessoa feliz e rindo por dentro ao perceber os esquemas que são elaborados para não baixar o nível das suas histórias? Estarei a ser um pouco ruim por acabar por brincar com a situação quando pensam que nos estão a enganar e afinal quem é mesmo bem enganado é o contador de histórias?

 

4 Comentários

  • Já lidei com pessoas assim e continuo a lidar. Quem aparece de novo pela frente com estes sintomas acha que todos os outros são parvos e que não percebem as invenções que são criadas. Por vezes até prefiro quando a conversa tem mais pessoas virar costas, ignorar e seguir caminho.
  • Imagem de perfil

    imsilva

    06.05.19

    Neste caso creio que a pessoa não tenciona fazer dos outros parvos, creio que é uma necessidade de se mostrar, e de ter sempre algo interessante para contar, o que infelizmente não acontece, creio que chega a ser patológico. Resta esperar que se reforme....
  • Em vários casos é mesmo a tentativa de enganar os outros, criando mentiras que depois acabam, mais cedo ou mais tarde, por serem detetadas.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.