Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

20
Out18

Anúncios enganadores

O Informador

anuncios emprego.jpg

Quem já andou à procura de novo emprego, de certo que já terá reparado que muitos dos anúncios que aparecem nas diversas plataformas de busca indicam mais do que na verdade a oferta tem à disposição. Existem empresas que ainda conseguem anunciar uma coisa e no momento da entrevista apresentam uma outra bem diferente da que divulgam pelos sites de emprego e redes sociais.

Há dias inscrevi-me, via email, numa proposta que encontrei numa página de Facebook dedicada à publicação de anúncios de emprego. Nem cinco minutos passaram até que recebi uma chamada de quem publicou o dito anúncio a querer marcar entrevista e logo perguntei se as funções seriam as que eram mencionadas e se seria para trabalhar para a própria empresa. Era uma empresa de trabalho temporário, no entanto o anúncio dava indicações que seria para integrar a equipa da dita empresa e não para trabalhar através deles para os seus clientes. Questionei a situação na chamada que me foi feita e confirmaram que tinha percebido bem. Entrevista marcada para a semana seguinte. 

No dia da entrevista, cheguei uns minutos mais cedo, como sempre, porque chegar na hora exata não é comigo. Já lá estava uma jovem candidata em espera. Conversamos um pouco antes de ser chamada e como as paredes de certos gabinetes são feitas para poderem ser desmontadas a qualquer momento, ouvi alto e bom som toda a entrevista e logo pensei que tinha duas opções. Ou a minha entrevista seria diferente da dela ou então seria mais um engano entre anúncio e realidade. Quando a entrevista da jovem terminou fiquei em espera um pouco para ficaram em reunião por uns minutos e deu para falar com a candidata que logo me disse que não tinha sido aquilo que estava no anúncio a que respondeu e que não iria aceitar.

A porta volta a abrir-se e começa a minha entrevista. Tudo a correr bem, fazendo que não sabia o que viria a seguir. Até que quando começam a levar a questão para a função logo pergunto se seria para o mesmo que a candidata anterior porque infelizmente tinha sido obrigado a ouvir. Disseram-me que sim e a resposta seguiu com um «não foi isso que estava anunciado e que me confirmaram ao telefone», tendo sido uma das minhas entrevistadoras a ligar, por sinal. Expliquei a razão de não aceitar a proposta e de nem pensar nela sequer e a entrevista terminou nesse exato momento.

As empresas de trabalho temporário acham mesmo que é por tentarem atrair as pessoas para funções que não são as reais que conseguem alguma coisa? Existe sempre quem caia, mas e aqueles ordenados irreais durante meses que dizem ser de formação? Pode ser legal mas é uma vergonha o que ouvi sobre uns 300,00€ que a rapariga ia receber nos primeiros dois meses até começar a poder receber comissões que mesmo assim não eram garantidas.  

Primeiro quando nos candidatamos não era para as funções que indicavam e depois quem acha que alguém vive com 300,00€ por mês quando tem de ir trabalhar, gastar em deslocações, alimentação e outros gastos? Será que não existe alguma entidade, a Deco, que faça um aperto maior aos anúncios de emprego que andam por ai e que na verdade só podem ser apelidados por enganadores do principio ao fim?!

O anúncio não tinha mesmo nada a indicar o que nos foi apresentado na entrevista, bem pelo contrário. Só assim conseguem levar as pessoas a certas entrevistas, porque para certos trabalhos só mesmo enganando para depois tentarem dar a volta de forma pessoal e através do contacto frente-a-frente. 

3 Comentários

  • Imagem de perfil

    O Informador

    20.10.18

    Cunhas, isso é a verdade! Muitos vezes nem anúncios são feitos para vagas porque preferem colocar o primo ou amigo de alguém que pode não perceber nada sobre o que vai fazer do que entrevistarem pessoas que já estejam dentro da área. Conhecimentos a se imporem. Há uns dias concorri a um anúncio que tinha sido colocado há horas, tentei pela dita cunha de amigos de amigos e o lugar já tinha sido ocupado por outra cunha que se antecipou. Nos dois empregos que tive entrei por mim, mas tal como disseste, nota-se cada vez mais o empurrar de quem se conhece para os lugares vagos.
    E depois estes anúncios que prometem uma coisa e na realidade são outra então...
  • Imagem de perfil

    Tudo Mesmo

    20.10.18

    E, agora sendo brincalhona com o tema, que não é de levar de ânimo leve, mas sempre me arrependi de não ter enveredado pela política, embora tenha sido aconselhada a fazê-lo. Neste momento, teria um belo de um emprego num governo português. Da maneira que eles "rodam" até nem sei se não vou a tempo! Quem sabe?
    Não me importava absolutamente nada! Deve ser um trabalho horrível de se fazer :-)
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Sigam-me

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Comentários recentes

    Pesquisar

    Atual Leitura
    Top mais vendidos Wook