Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Universitários-billboard

13 Comentários

  • E quando os adultos do avisam os miúdos quando olham para os que levaram com a areia em cima e percebem a sua cara de má disposição? Os pais viram o comportamento dos filhos mas só avisam mesmo para os outros perceberem que estão a colocar regras. Não é por vontade mas sim porque fica bem avisar!
  • Imagem de perfil

    Vanessa

    17.06.15

    É mesmo! No verão passado, estava deitadinha na minha toalha e uns putos subiram para cima de uma rocha alta que lá estava ao pé e começaram a mandar aquelas flores que há muito pela Costa Vicentina, umas que lhes chamam chorão-da-praia ou algo assim - não interessa - e aquilo foi-me parar em cima, tinha a toalha cheia daquilo e como se não bastasse, areia! Fartei-me daquilo e dos berros das crianças, fui chamar os paizinhos, dei-lhes uma descasca do caraças, eles pegaram nos putos, deram-lhes um sermão e umas boas palmadas, pegaram nas coisinhas e foram embora para casa. Tomara muitos serem assim!
  • E antes de ires ter com os pais das ditas crianças eles não viram o que os miúdos estavam a fazer? Só os chamaram há atenção porque tu deste o alerta em como estavas incomodada mas antes já deviam ter dado conta do que se estava a passar e nada disseram.
  • Imagem de perfil

    Vanessa

    17.06.15

    Tenho cá para mim que eles levam os putos para a praia, porque estão fartos dos aturar. E depois deixam-nos ali andar, como bichos à solta na selva! E as únicas preocupações devem ser "estão na areia, tudo bem", "não estão na água, tudo bem", "estão vivos, tudo bem", "fazem barulho, ninguém os levou, tudo bem".
  • Há também os que dizem "Zezinho estás a tomar conta do teu irmão?". Sem saberem o que ambos estão realmente a fazer!
  • Imagem de perfil

    Vanessa

    17.06.15

    Epa quando me quiserem explicar que sentido de responsabilidade tem uma criança para cuidar na outra, estão à vontade!
  • Partilho da tua opinião mas isso do tomar conta dos irmãos é muito normal ouvir-se pela praia. Como fui habituado a ter sempre mil olhos em cima de mil nestes locais acho que aqueles país não tem responsabilidade.
  • Imagem de perfil

    Vanessa

    17.06.15

    Eu não sei bem o que é ir à praia com crianças assim, porque quando fui eu, lembro-me - vagamente, né? - que ficava nas horas do calor debaixo do chapéu, a jogar tetris naquela espécie de gameboy, ou a fazer um puzzle ou a brincar com as minhas coisinhas de praia. Mas nunca andei ao sol como os miudos hoje em dia andam, os pais não se preocupam absolutamente nada em tomar conta deles e em cuidar deles.
  • Tal e qual como me acontecia a mim! Ficava no chapéu até fazer a digestão porque nem podia ir há água logo após ter comido como os miúdos vão! Ficava ali quase de castigo a perguntar de cinco em cinco minutos se já podia ir para a água. Chapéu na cabeça, algumas vezes thsirt vestida e com os jogos para não me mexer muito daquele sítio. Agora é liberdade por todos os lados!
  • Imagem de perfil

    Vanessa

    17.06.15

    "taliqualinho"!

    O meu moço é que diz que quando tivermos um pequenino (se chegarmos a ter), vou ser uma mãe dura, porque eu não suporto as birras parvas que as crianças fazem hoje em dia, nem essas coisas na praia, etc. E eu digo-lhe sempre "prepara-te para começares a ver voar areia debaixo do chapéu onde tu gostas de estar o tempo todo, que eu preparo-me para ver as palmadas que lhe vais dar" porque ele diz de mim, mas ele para crianças é igualzinho!

    Mas se formos a ver, os pais hoje em dia parece que carregam um fardo e não um filho.
  • Existe sempre a possibilidade de levar um chapéu extra para as crianças poderem brincar à vontade e não em cima dos adultos. Quando as situações depois passam a acontecer connosco mudamos também a forma de pensar e ver as coisas mas existem limites e regras a cumprir.
  • Imagem de perfil

    Vanessa

    17.06.15

    Possivelmente vou mudar a minha forma de pensar, mas lá está, há regras que devem ser cumpridas. Se para mim eu acho perigoso estar ao sol na força do calor, não vou deixar uma criança estar. Se eu não vou à água depois de comer ou enquanto estou a fazer a digestão, não tem lógica que uma criança vá. Acho que vendo as coisas por aqui, existem coisas que se devem ter em especial atenção.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.