Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Atual leitura... A Chave de Salomão

No Natal de 2014 o Pai Natal trouxe até mim o livro A Chave de Salomão, tal como tem trazido ano após ano o último lançamento de José Rodrigues dos Santos, não tendo sido em 2015 excepção. Agora, mais de um ano depois, eis chegado o momento de colocar a leitura deste romance em prática para depois pegar pelos próximos meses na mais recente obra do autor, As Flores de Lótus.

Quem já leu A Chave de Salomão gostou?

AChaveDeSalomao.jpg

O corpo de Frank Bellamy, o director de Tecnologia da CIA, é descoberto no CERN, em Genebra, na altura em que os cientistas procuram o bosão de Higgs, também conhecido por Partícula de Deus. Entre os dedos da vítima é encontrada uma mensagem incriminatória. 

The Key: Tomás Noronha

A mensagem torna Tomás Noronha o principal suspeito do homicídio. Depressa o historiador português se vê na mira da CIA, que lança assassinos no seu encalço, e percebe que, se quiser sobreviver, terá de deslindar o crime e provar a sua inocência. 

Ou morrer a tentar. 

Começa assim uma busca que o conduzirá às mais surpreendentes descobertas científicas alguma vez feitas. 

Será que a alma existe?

O que acontece quando morremos?

O que é a realidade?

Com esta empolgante aventura que arrasta o leitor para o perturbador mundo da consciência e da natureza mais profunda do real, José Rodrigues dos Santos volta a afirmar-se como o grande mestre do mistério. Apesar de ser uma obra de ficção, A Chave de Salomão usa informação científica genuína para desvendar as espantosas ligações entre a mente, a matéria e o enigma da existência.

7 Comentários

  • Só me lembro de ter comprado um livro de José Rodrigues dos Santos, todos os outros têm sido oferecidos pelo Natal. Gosto das histórias com o Tomás Noronha, mas sem dúvida que o meu livro preferido do autor é o Anjo Branco onde o Tomás não tem entrada e onde um pouco de vida do pai do autor é relatado de forma ficcional.
  • Imagem de perfil

    Sara 09.01.2016

    Tenho ouvido falar bem desse e da filha do capitão...Não suporto essa personagem com a mania que é o Bond. É este e outro do Domingos Amaral. Deus me livre...Mas tb achei o livro aborrecido e a escrita fraca - era a fórmula de Deus. Não é mesmo o meu estilo...Tb nunca acabei o Código da Vince agora que me lembro.
  • Se algum dia quiseres pegar e voltar a tentar a escrita de José Rodrigues dos Santos experimenta Anjo Branco porque não tem nada de comparação com os outros. A Filha do Capitão e os do Gulbenkian também são bons mas tenho aquele como preferido!
  • Imagem de perfil

    Sara 09.01.2016

    Tenho de ver se alguém por aqui tem isso porque dp da primeira experiência e ao preço que são só dá mesmo assim - é um dos autores que acho mais absurdamente caro.
  • Sim, é dos autores mais caros e para quem não gostou da primeira experiência não tende em repetir e o preço não convida mesmo a repetir.
  • Imagem de perfil

    Sara 09.01.2016

    Pensando bem qualquer livro a vinte euros é demasiado. Pelo menos aqui não há a desculpa da tradução...
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.