Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Big Brother, do amor forçado à discussão

big brother famosos.jpg

Numa gala onde até o Big Brother discutiu em direto com os concorrentes, os próprios trocaram galhardetes, justificaram-se e ficaram mal uns com os outros, arranjando desculpas para ficarem bem vistos perante o grupo mas sempre a descambarem e a mostrarem que o grupo unido está a começar a descarrilar semana após semana. Uma Cristina de preto brilhante e de racha longa em modo casamenteira mas ao mesmo tempo a provocar o jogo e a discussão, numa noite onde reinou a discussão e o amor forçado!

BB - Os Aviões Indomáveis foi o primeiro BBPlay da noite, logo para iniciar a gala. Até que ponto a informação que surge dos ares é de confiança e não serve para provocar jogo e o comportamento dos concorrentes? Esta semana os aviões destabilizaram vários concorrentes e fizeram com que alguns se virassem contra outros, provocassem conversas de histórias que surgiam através das mensagens aéreas e alterassem relações dentro do jogo. Marie revelou sentir um certo medo de Bernardo por o sentir mais brusco com o grupo, Bruna foi acusada via aérea de se querer aproximar mais de Marco que de Bernardo. Já o segundo BBPlay teve como título O Truque, mostrando a batota feita na prova da semana por parte do Marco que escreveu no braço o que tinha de ser decorado para a prova. Se uns defenderam o pasteleiro, outros criticaram diretamente ou nas costas e o certo é que a produção deu negativa aos concorrentes. Na gala o Marco percebeu quem ficou contra si e não lhe disse e justificou o seu erro atacando Nuno e Fernando que o criticaram nas costas quando lhe tinham dito o contrário cara-a-cara. Neste campo o Marco esteve mal por criticar a produção e responder mal, o que não lhe fica nada bem, para mais por ser já um concorrente com experiência em reality shows e com a mesma equipa ou parte dela. O terceiro BBPlay surgiu em sessão privada para Nuno e Virgínia com o tema O Dorminhoco e a Madame, onde a dupla pode ver imagens dos outros concorrentes a criticarem o facto do Nuno dormir demais e não ficar acordado até tão tarde como os outros ao mesmo tempo que também comentaram o facto de Virgínia se sentir incomodada por ser nomeada. Depois os dois viram também o entrave que existe entre ambos para se conseguirem dar bem no jogo, existindo uma boa azia entre os dois para com a convivência na casa. No final da noite ainda existiu espaço para um BBPlay sobre a má semana de Miguel como Presidente em O Presidente Resignado em que toda a casa foi criticando as decisões do cantor como líder da semana em determinados momentos. A escolha dos amigos, o não poder de decisão e falta capacidade de argumentação para defender as suas opções no jogo enquanto responsável da semana no jogo. Sinceramente e já o disse várias vezes, o Miguel não me convence como jogador desde que entrou e cada vez mais o vejo como um boneco mal feito e que aos poucos tem mostrado o seu lado podre. 

Bruna a solo no confessionário, finalmente sem Bernardo, mas todo o assunto girando em volta do concorrente. O que falta entre os dois para a Bruna querer assumir o namoro foi a principal questão que Cristina colocou à influencer que tentou fugir ao tema, mas que acabou por revelar que estava quase a dar o sinal de que está pronta para avançar para além da amizade. A intenção da produção, pela voz da apresentadora, é ter um casal assumido no jogo, o que acho terrível de ser feito, preferindo ver uma Bruna a jogar a solo do que mal acompanhada. Eu que já os gostei de ver juntos, agora preferia ver a brasileira a seguir a sua estadia na casa a solo e sem precisar de formar casal, ao contrário do Bernardo que para seguir em frente precisa de uma muleta. Mas como o jogo está feito para ser formado um par, em pleno confessionário Bernardo juntou-se à conversa entre Bruna e Cristina e o casal assumiu o namoro que já vinha a ser preparado pela produção, concorrentes e apresentadora a favor das audiências. Um momento forçado em plena gala de Domingo que dispensava por perceber que não foi genuíno mas sim um pouco levado de empurrão. Ele queria mas ela tem estado mais reticente, e esta cartada do amor pode resultar para o programa mas não me pareceu sentida de forma igualitária.

Daniel Kenedy foi o protagonista do dilema da noite. Chamado à sala das decisões, Kenedy decidiu ficar nomeado de forma direta e dar a oportunidade de fazer a prova da presidência à Marie, no entanto e por a produção saber que isto seria previsível, o envelope que estava também na sala das decisões informava sobre o reverso da decisão, acabando a Marie por ficar automaticamente nomeada e o Kenedy a disputar a liderança da casa para a próxima semana. Kenedy a ser Kenedy e a pensar demasiado nos outros num jogo que começa a ser cada um por si. 

Curva da vida foi do Marco que viu aos cinco anos os pais separarem-se e o pai ser preso à porta da sua escola por ter problemas com as drogas. Afirmando o amor que a mãe, mesmo tendo assumido a separação, sempre nutriu pelo pai dos filhos, o pasteleiro mostra a gratidão que sempre teve com a progenitora. Cedo começou a trabalhar no rumo da pastelaria com o seu tio e em 2008 o pai faleceu, tendo o Marco pegando na empresa de pastelaria do pai que foi conseguindo desenvolver, o que ajudou a sua entrada no Secret Story com a sua ex-namorada Susana. Já depois da primeira experiência televisiva, Marco conheceu a sua ex-mulher Vanessa, que o ajudou a mudar e crescer a nível pessoal e profissional. Com a separação muito se comentou e mudou até que conheceu a atual companheira, a Carolina, com um filho, e com quem deseja ser pai e seguir o sonho de família. Marco desde que se tornou conhecido sempre foi uma pessoa que defendeu a família, vive para a família e nesta sua curva da vida voltou a mostrar isso mesmo, com uma Cristina rendida e a assumir que o Marco é uma vitória por ter muito para correr mal e ter lutado pelo bem. Vejo o Marco cada vez mais como um possível vencedor desta edição do Big Brother e após esta curva da vida, já muito conhecida, ainda mais o vejo como finalista e com o primeiro lugar do pódio. 

O primeiro salvo da noite e somente com 1% da votação do público foi a Vanessa. Pela primeira vez nomeada, a atriz e cantora recebeu os aplausos do público e entre os nomeados da semana acabou por levar a melhor e ficar livre da expulsão bem cedo. Com 5% da votação o Bernardo foi o segundo salvo da noite, tendo ficando fora de votação ao mesmo tempo que o Nuno que obteve 7% dos votos. Na decisão final Fernando conseguiu escapar à saída com 11% dos votos e Virgínia acabou por ser a eleita para sair com 89%. Mais uma semana de expulsão e mais um número bem elevado na hora da decisão, o que parece ser hábito nesta edição do Big Brother em que os concorrentes que têm saído têm sido alvo de números altos como se o público se reunisse em combinações para fazer a expulsão da semana em massa. 

Vanessa foi eleita na casa como a mais perspicaz e no cubo fez uma prova para descobrir uma notícia exterior falsa, entre várias opções que lhe foram dadas. Tendo errado a resposta não conseguiu seguir para a prova da presidência, tendo que escolher outro concorrente para o seu lugar, tendo dado assim o lugar à Bruna, que se juntou ao Kenedy e ao Marco na disputa da presidência a quem se juntou ainda o Bernardo por decisão do público. Já na prova Bernardo e Marco venceram a primeira ronda para rebentarem balões com o rabo e numa disputa a dois de seguida entre uma prova de várias etapas onde tinham de rebentar balões com a cabeça, os pés e setas, Marco tornou-se o novo Presidente da casa para a próxima semana.

Em ronda de nomeações, Miguel, Marie, Vanessa e Daniel foram escolhidos por Marco para nomearam no confessionário dois concorrentes, tal como o Presidente. Já no cubo Bruna, Bernardo, Fernando e Nuno enfrentaram objetos que tiveram de escolher e ficar com a respetiva consequência. No final das contas a lista dos nomeados surgiu com Marie, nomeada de forma direta pela escolha invertida do Kenedy anteriormente, a quem se juntaram Fernando, Miguel e Nuno. E desta vez, como na próxima semana existirão duas galas, ao Sábado e Domingo, a minha escolha para a saída do próximo Sábado recairá no Fernando, seguido do Nuno, que ao não sair Sábado, deverá ficar logo nomeado e sair no Domingo.

Com o anúncio de duas galas no próximo fim-de-semana, com alguma animação para a de Sábado que contará com Jorge Guerreiro em estúdio, Bruno de Carvalho e Liliana a colocarem música na casa e mais motivos de festa, a TVI prepara assim o fim-de-semana especial de Big Brother para atacar a estreia de Ídolos na SIC, que será no Sábado, apostando no reality show líder para combater a nova aposta da concorrência logo na sua estreia. Se isto não é contra programação o que é? José Eduardo Moniz chegou para voltar ao lugar que bem conhece como diretor e já está a fazer o que tanto gosta, contra programar para não deixar a concorrência brilhar a solo, vendo assim o trabalho de outros tempos a voltar à antena a favor das audiências do canal que aos poucos tem vindo a reconquistar a liderança. Que venha assim o fim-de-semana especial Big Brother para duas expulsões, animação e alguma polémica pelo meio!

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.