Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

15
Jun20

Big Brother em 《paz e amor》

big brother 2020.jpg

 

A noite intitulada do perigo no Big Brother começou e logo se percebeu que baratas e minhocas iriam voltar a marcar presença num reality show da TVI, como tem acontecido ao longo dos últimos anos, com a finalidade de ajudar a definir imunidades e lideranças.

Com o objetivo de ganharem imunidade, os quatro rapazes foram colocados à prova entre ouvirem mensagens de familiares e amigos ou ganharem imunidade. Numa escolha pessoal e depois em grupo, uma vez que só o Pedro Alves optou por ouvir a mensagem de uma amiga, a decisão ficou por tomar e acabou por ser Daniel Guerreiro a decidir que entre Daniel Monteiro e Diogo seria este a ficar livre de nomeações esta semana, uma vez que ambos queriam ficar livre de votos. Diogo ficou livre finalmente de nomeações, após estar constantemente a ser nomeado, tal como a Noélia que semana sim semana não lá está ao critério dos portugueses. Será que na casa ainda não entenderam que os dois estão entre os preferidos do público?

Soraia esta semana finalmente abriu a boca para se defender e todos ficaram espantados quando por causa das bolachas Maria assumiu estar chateada causando um grande mal estar com a líder Angėlica, que como sabemos quando grita ou chora não se consegue perceber o que tenta dizer. A Soraia tem ouvido e calado e finalmente começou a abrir os olhos para confrontar os outros. A somar e com alguma pressão do público, o Big Brother finalmente mostrou as imagens em que vários concorrentes, entre eles Pedro Alves, Jéssica, Angėlica, Sandrina e Sónia, falam sobre o corpo de Soraia nas costas, gozando mesmo com a concorrente pelas costas como se fosse um completo alvo de perseguição para a rebaixarem dentro do jogo. Soraia viu as imagens no confessionário e como sempre voltou a desvalorizar para não arranjar problemas dentro da casa. Será que a miúda não consegue arranjar tomates para colocar os colegas em ordem e deixarem de a transformar num alvo de gozo fácil? Ignorar quem lhe está a fazer mal, com demonstrações de forma direta ou pelas costas como se tudo fosse normal. Não, fazer esta perseguição ao físico de um concorrente não é normal, quando existem muitos espelhos dentro daquela casa. Será que a crítica aos outros serve para esconderem os seus próprios problemas?

Da Soraia, que bem tenta formar casal com o Daniel Guerreiro, para a pressão do Daniel Monteiro com a Iury. Em poucos dias o bronco bruto consegue ter dia sim dia não uma instabilidade incrível onde mostra que estar numa relação é mandar, controlar e passar dos limites dentro do espaço de cada um para logo depois conseguir dar a volta à ingénua Iury em cinco minutos, que ao continuar frágil no que toca ao amor só tem mostrado que procura uma relação áspera e complicada como conta que já teve anteriormente. A personalidade mostrada pelo bombeiro é mais que complicada, mas a ingenuidade da moça é tanta que a cada erro consegue levar a lavagem cerebral para continuarem juntos. Já não era altura, mesmo com imagens que a produção mostrou das zangas dos dois e do Cláudio Ramos a fazer vários questões ao Daniel sobre o modo de estar nas relações, dela entender que o tom agressivo e controlador dele falar não é somente fogo de vista dentro da casa? Se lá dentro tem várias atitudes rudes de forma consecutiva e sabe que está a ser filmado, cá fora será uma pessoa do bem que não controla nada, nem levanta a voz à companheira? 

Sandrina convidada ao confessionário para falar sobre os seus medos de estar a ganhar peso e para o momento cómico da noite, mais uma vez com a fórmula repetida de vendarem o concorrente para mexer em algo desconhecido, neste caso palitos presos numa esponja como se fosse um ouriço. Desnecessário claro, para mais com tanta coisa que podem fazer para provocar os concorrentes e mexerem com o jogo para os próximos dias, mostrando imagens e baralhando ideias para destabilizar concorrentes, relações e quezílias. 

Quem mais não viu a piscina de lama e coisas estranhas para ouvirem mensagens de familiares? Nova fórmula repetida, mostrando que a Endemol anda há duas décadas com as mesmas ideias, baralhando e voltando a dar mesmo numa edição do Big Brother que foi anunciada para marcar um novo ciclo. Angėlica como ainda líder foi a jogo com Jéssica e a Sónia e todas conseguiram ouvir as mensagens das respetivas famílias. Como é possível a produção deixar qualquer tipo de contacto com os concorrentes que estão somente a pouco mais de um mês dentro da casa. Antes não podiam comunicar por nada, agora são aviões permitidos, gritos e mensagens controladas, mas mostrando que neste Big Brother o isolamento não é assim tão total como na primeira edição de 2000 onde tudo realmente foi genuíno e com isolamento total onde até o Marco para beijar a Marta teve de ir pelos ares com a ajuda de uma grua, sem conseguirem quase falar e sem que pudesse colocar os pés no chão da casa. Se é um jogo para ficarem totalmente isolados, têm de aceitar as regras e aguentar a pressão de não saberem notícias do exterior.

Hora e meia após o início chegou o momento da expulsão e sem surpresa, mas com a votação muita próxima entre Soraia, Ana Catharina e Slávia, foi mesmo a estreante nas nomeações, a Slávia a abandonar a casa da Ericeira. Se após a gala da passada semana achei que a Ana Catharina deveria ser retirada do jogo por não aceitar as regras do jogo e não nomear mulheres, fazendo com que ficasse automaticamente nomeada, rapidamente mudei de ideias por perceber que a concorrente brasileira defendeu as suas causas e assumiu que não nomearia porque sempre disse que não iria nomear mulheres enquanto existissem concorrentes masculinos na casa. Cláudio Ramos meio emocionado transmitiu o que pensei... Num momento mundial onde as causas e as diferenças estão a ser debatidos, o jogo do Big Brother colocou num frente a frente as duas concorrentes que entraram na casa para defenderem causas e com os pensamentos bem alinhados. Uma tinha de sair e a Slávia não se conseguiu mostrar no jogo desde que entrou, sendo muito moderada com todos, o que acabou por ditar a opção do público para a sua saída.

Mais uma semana e como a linha do tempo com Jéssica e Noélia fez sucesso nas semanas anteriores, desta vez foi a vez de Daniel Guerreiro mostrar e falar sobre o seu passado e as transformações que fez até ao que mostra ser hoje. Jovem rebelde, morte de familiares, a passagem pela rua e por barracas num período conturbado até que o amor surgiu e o fez mudar, alterando todo o rumo que parecia lhe estar destinado. Hoje está na casa, é mentalista, tem uma carreira de sucesso e entrou no Big Brother para mostrar o seu trabalho e conquistar novos públicos. Não emocionou como as colegas, mas valeu o momento!

A prova do líder desta vez foi feita somente no feminino e com provas de cultura geral em aproximação e adivinhe-se... insetos. Por um lado não concordei de novo com a diferença de sexos que pela segunda semana é feita, primeiro nas nomeações  e agora para a liderança. Por outro, pelo menos foi feita uma prova de cultura geral, de forma rápida, mas já não existiu aquele modelo de resistência. 《Quantos habitantes tem Portugal?》 10.276.617 habitantes é a resposta que deu a passagem para a segunda prova a Sónia, Teresa, Soraia e Iury. Quatro aquários com insetos e a primeira das concorrentes que tirasse a letra L ficava líder, claro que a Teresa sem medos ficou líder e ainda bem. Quero ver a concorrente a colocar os restantes em ordem e perceber se agora consegue impor o que tem criticado para com as lideranças anteriores.

Nas nomeações além do público poder nomear um dos concorrentes que nunca foram nomeados até aqui, as votações dentro da casa foram feitas de forma diferente, todos a solo e em dupla. Diogo nomeou a Angėlica e Pedro Alves nomeou a Ana Catharina, juntos acabaram por nomear a Sónia. Angėlica nomeou Ana Catharina, a Soraia nomeou o Daniel Monteiro e as duas nomearam Iury. Sandrina escolheu nomear Noélia e Daniel Guerreiro escolheu a Angėlica. Juntos nomearam o Pedro Alves. Jéssica nomeou a Noélia e a Iury optou pela Soraia. Juntas apontaram o voto para a Ana Catharina. Daniel Monteiro nomeou a Ana Catharina e a Noélia nomeou a Angėlica. Em dupla escolheram a Sandrina. Sónia optou por dar a sua nomeação a Noélia e a Ana Catharina nomeou o Pedro Alves. Juntas nomearam o Daniel Guerreiro. A Teresa como líder nomeou a solo três pessoas, escolhendo o Pedro Alves, Daniel Monteiro e a Iury. Nas escolhas sobre as nomeações em dupla existiram duplas que optaram por selecionar através de jogos como o pedra, papel e tesouro, par ou ímpar e outras em comum acordo. Pedro Alves que logo ficou com ar de aziado e Angėlica nomeados pelo público a que se juntam Noélia e Ana Catharina nomeadas pela casa. Feitas as contas os dois nomeados pelo público já deviam ter percebido que será um deles a deixar a casa no próximo Domingo, só que ainda não sabem que foram os dois nomeados pelo público como os que ainda não tinham sido nomeados mas que o público não quer ver na casa. A minha aposta vai para a saída do Pedro Alves para mais porque a saída dele se acontecer já vai tarde, tal como a da Angėlica se o público optar pela venezuelana. 

A semana recomeça aparentemente calma porque não foram lançadas bombas para causar discussão, mas com a Teresa na liderança acredito que rapidamente a discussão aconteça, mas sem grandes oscilações. Queria ter visto uma gala mais quente, mas parece que o Big Brother anda muito calminho e a não querer puxar pelos concorrentes para darem o 《verdadeiro canal》 que o público quer ver. O Cláudio mesmo com os fatos que não o favorecem continua a melhorar a performance aos Domingos mas é nos diretos ao longo da semana que está bem. 

Que siga a festa no Big Brother, com foguetes ou sem eles!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.