Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Big Brother sem Marie ao Sábado

bbtvi.jpeg

Sábado, dia de gala extra do Big Brother para combater a estreia de nova edição de Ídolos na SIC, e eis que Cristina Ferreira surge de rosa brilhante em modo festa ao lado dos comentadores Marta Gil e Flávio Furtado na abertura da noite. Com a atuação de Bruno de Carvalho e Liliana na casa e de Jorge Guerreiro em estúdio com o seu novo single A Minha Ex, a gala foi pautada por um modo mais divertido e apressado por parte da apresentadora, o que não tem acontecido desde que se estreou na condução do reality show em Janeiro em que sempre tem optado por um estilo mais calmo e sóbrio. 

BBPlay da noite com o título Equilíbrio onde a prova semanal de resistência esteve em destaque por ter colocado os concorrentes em alvoroço em discussões sistemáticas sobre quem faz mais ou menos e como o fazem. Marco, Bernardo, Nuno e Fernando tiveram os seus momentos de conflito entre si, muito para tentarem mostrar quem quer mandar na casa nesta reta final do programa. Depois da película e em direto, claramente que as desculpas de todos surgem como se nada tivesse acontecido e a paz se mantivesse na casa, embora no fora de jogo se perceba que esta paz é podre e quando todos tiverem livres do programa não restarão grandes amizades que sobrevivam a esta falsidade geral. No final do suposto confronto que mais uma vez não resultou, Marco, o Presidente da semana, teve de escolher os menos dedicados na prova e selecionou Bernardo e Miguel que na Arena tiveram de se confrontar num lote de questões e quando erravam a Bruna tinha de fazer descer por tubos gelo que caia diretamente nas calças dos concorrentes que ficaram gelados. Um bom momento de diversão que mostrou mais uma vez uma Bruna super bem disposta e animada, sabendo bem entreter, o que só lhe dá valor dentro do jogo junto do público. 

Num jogo mais que batido em outras edições, o ignorar o óbvio, a mãe de Bernardo entrou na casa disfarçada de galinha, com todos brincou mas foi apanhada rapidamente pelo Marco e pelo próprio filho que acabou por não ignorar o óbvio mesmo no final e abraçou de fugida a mãe que lhe deixou uma mensagem através de ovo da Páscoa, deixando o concorrente emocionado. Numa outra surpresa, para a Vanessa e não só, David Antunes entrou na casa e com a concorrente cantaram ao vivo o tema És o Meu Final Feliz para o casal Bruna e Bernardo, tema este que lhes tem sido associado dentro da casa. O momento acabou por sensibilizar todos os concorrentes e em estúdio deu para perceber também o impacto do que estava a ser passado para junto do público com a lágrima no canto do olho de Cristina, dos comentadores, ex-concorrentes e familiares de quase todos os concorrentes. Posteriormente num momento de decisão, Vanessa foi chamada a optar ouvir uma mensagem do seu namorado ou deixar Miguel ouvir uma mensagem da sua filha, tendo a concorrente decidido dar a oportunidade ao cantor, deixando a sua possibilidade de lado. 

Recebendo os concorrentes alguns presentes com mensagens envenenadas oferecidas pelos ex-concorrentes, Tanya presentou Nuno com um relógio e deixou-lhe o recado de quem muito dorme pouco aprende. Melão presenteou Vanessa com um megafone e afirmou que não a esperava tão contida, esperando que a cantora diga mais o que pensa. Bernardo e Bruna receberam mensagem do Pedro Pico que lhes disse de forma irónica que a estratégia de casal lhes está a correr bem, tendo oferecido aos dois duas pulseiras com Amor Eterno. 

Marie forçadamente no confessionário a meio da gala para ver os seus altos e baixos ao longo da semana, um pouco para lhe darem destaque e a protegerem da votação do público. Marie riu e chorou, provou os bolos que entraram na casa oferecidos pelo Marco, mesmo sendo vegan, recebeu elogios de todos e revelou acreditar que não seria finalista, com o que concordei devido aos erros e alguns comentários que tinha vindo a fazer sobre quem sempre a protegeu dentro do jogo e também pela forma como falou dos pais dentro da casa. Mais tarde e já perto da decisão final da votação do público, Fernando foi chamado ao confessionário para também ver os seus melhores momentos ao longo da semana para que a produção não fosse criticada por dar colo à Marie a meio da noite e deixar o Fernando de lado. O óbvio ficou mais que visto e embora tenham tentado disfarçar o colinho estava dado mas acabou por não resultar. 

No primeiro momento de salvação e com 5% da votação enquanto quatro nomeados, foi o cantor Miguel a ficar livre de expulsão. O segundo salvamento foi entregue ao Nuno Graciano com 14% dos votos. Com 27% Fernando continuou na casa e Marie acabou por ser expulsa com 73% da votação no duelo final, muito devido, como disse anteriormente, à sua prestação dos últimos dias e por consequente ao massacre pelas redes sociais ao longo da semana. Nesta edição as saídas têm sido com grande percentagem e em mais uma semana não foi exceção, com Marie, uma das minhas concorrentes preferidas ao início, a deixar o jogo por ter quebrado em muito as expetativas do público com o tempo. 

A prova do líder existiu mas somente para disputar a imunidade, uma vez que a gala de Domingo acontece normalmente e ai sim existirá novo Presidente na casa. A prova da imunidade começou assim com a dança das cadeiras para se chegarem aos quatro finalistas desta prova, seguindo-se a segunda prova onde Marco, Miguel, Nuno e Daniel tiveram de transportar de uma mesa para outra, com a boca, alguns alimentos crus e produtos menos desejados, tendo esta prova sido conquistada pelo Marco, que ganhou assim imunidade para as nomeações de Sábado à noite. 

Momento das nomeações com Nuno, Miguel e Bruna a serem os escolhidos pelos colegas para seguirem para decisão do público por vinte e quatro horas. Com este lote de três nomeados a escolha agora será entre Nuno e Miguel, apostando a minha balança mais para o lado do Nuno Graciano para deixar o jogo, mas como os vejo muito taco-a-taco não consigo colocar todas as fichas nesta votação no apresentador, sendo quase certo que a Bruna não sairá, mas certezas só no final do jogo, claro. 

E no final de contas, com uma gala extra ao Sábado, o que tenho a dizer é que a produção se esmerou para combater a estreia de Ídolos na SIC, conseguindo apresentar uma gala dinâmica, divertida e emotiva ao mesmo tempo, sem momentos mortos e mostrando que com José Eduardo Moniz na liderança do canal a contra programação existe e é bem conseguida. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.