Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chega de dejetos

cocó emoji

 

No dia em que Portugal foi a votos para eleger o Presidente da República para os próximos cinco anos, renovando Marcelo Rebelo de Sousa o seu mandato, eis que passei grande parte do dia a ler, em casa, respeitando o confinamento e só tendo saído logo pela manhã para exercer o meu poder e dever de voto. E foi a meio da tarde, na leitura do livro Não Te Esqueças de Mim, da autoria de Mhairi Mcfarlane, lançado entre nós pela editora Topseller, que encontrei a frase que passo a citar.

É tão bem-vindo como encontrar cocó de gato em nossa casa, quando não temos um gato.

Mhairi Mcfarlane, em Não Te Esqueças de Mim

E não é que vi nesta frase o real pensamento sobre a estadia na classe política de André Ventura? É que o fascista é tão bem-vindo no seio político nacional como os dejetos de um ser animal que não nos pertence mas que defeca no que é nosso.

3 Comentários

  • Sem imagem de perfil

    Nicolau

    25.01.21

    No seu ver são 4,5 milhões de nojentos e só meio milhão é que são "limpinhos" de Portugal. Um partido do ódio, sem medidas concretas para mudar o que está mal... Falar mal todos sabem e o mais fácil é meter as culpas nos outros. Com o Chega os pobres é que se lixam sem SNS, ninguém fala nisso?
  • Nem mais, aliás, com o Chega os pobres lixam-se em várias frentes e não só com o SNS, tal como as minorias. Ou se tem uma vida dentro dos parâmetros aceitáveis por aquele grupo ou estamos feitos. Não se aceitam as diferenças que não o deviam ser, os pobres são postos de lado e vistos como pessoas que não são aceites socialmente e sem oportunidades. Continuem a apoiar um partido que extremismos que irão ver o resultado desde país quando lhes derem maior destaque.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.