Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Esta Ferida Cheia de Peixes | Lorena Salazar Masso

Guerra e Paz Editores

Esta ferida cheia de peixes

Título: Esta Ferida Cheia de Peixes

Título Original: Esta Herida Llena de Peces

Autor: Lorena Salazar Masso

Editora: Guerra e Paz Editores

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Março de 2022

Páginas: 144

ISBN: 978-989-702-722-2

Classificação: 5 em 5

 

Sinopse: Este é o livro da subida de um rio. Uma mãe branca, com o seu filho negro, sobe o rio Atrato, na Colômbia. Vai levar o filho que criou à mãe negra biológica. Quererá a mãe negra reclamar agora a criança?

É uma viagem, mas é também uma reflexão sobre a beleza e a dor da maternidade. O que é uma mãe? Uma mãe – diz-nos este romance – é uma coisa que dói. É ferida e cicatriz, é fingir que vences o medo.

Na viagem, surgem os outros protagonistas da história: o rio, que abençoa e afoga; o sentimento profundo de pertença a uma paisagem; as relações de cumplicidade das mulheres; a violência terrível da selva colombiana; a dificuldade de se ser mulher e mãe num mundo cheio de perigos.

Um fulgurante romance de estreia que cheira a verdade. Uma prosa comunicativa e um lirismo que criam uma atmosfera viciante. Esta Ferida Cheia de Peixes oferece-nos um mundo às vezes sonhador, por vezes muito realista, em que a ternura das imagens toca o leitor, abrindo-lhe feridas difíceis de sarar.

 

Opinião: Inesperado é a palavra que me surge para descrever o que senti com a leitura de Esta Ferida Cheia de Peixes logo a partir dos primeiros capítulos. Através de uma história bem quente perante o amor de uma família improvável, este romance é acima de tudo aconchego, dor, partilha, tristeza e desigualdade. Mostrando a viagem de barco de uma mãe de coração com o seu filho deixado aos seus cuidados pela guerra, fui convidando a entrar numa jornada onde a emoção se fez sentir por perceber que estava a ser conduzido pelo embalo da perda, do amor dos cuidados de quem quer bem e que de um momento para o outro tem de abdicar do seu bem maior, o amor por um filho que criou, para o entregar às suas origens. Através do embalo de uma canoa que segue a linha do rio e os contratempos da selva adjacente, através dos sons que revelam medo do que se esconde através da escuridão, as cores e o som que se misturam com o poder feminino que ganha grande destaque nesta história por revelar superação, esforço e autonomia perante uma sociedade machucada pelo conflito e a distância. 

Esta Ferida Cheia de Peixes revela em forma de amor a dor com que tantas famílias passaram e hoje continuam a sofrer por se apegarem e do nada lhes verem, de forma muitas vezes forçada, o seu bem lhes ser retirado. Como uma mãe que não dá à luz mas que é mãe por criar e formar uma criança consegue enfrentar o desapego? Como todos nós conseguimos dizer adeus a quem nutre o bem e sempre pensamos ter do nosso lado? Esta história, totalmente ficcional com raízes reais, é contada ao longo de nove capítulos, como os nove meses de gestação, e revela todo o amor que não pode ser passado pelo esquecimento dos momentos que marcam a História que o Homem decide alterar. 

Esta Ferida Cheia de Peixes é o romance de estreia de Lorena Salazar Masso e se esta jovem escritora, nascida em 1992, na Colômbia, já consegue fazer chegar ao leitor um trabalho tão bom, direto e limpo onde a verdade da partilha e união se une ao amor e dor que o mesmo carrega consigo, o que conseguirá surgir daqui em diante?

Fiquei rendido à narrativa tão emotiva, bela e verdadeira com que Lorena traça o perfil de duas mães, a mãe amiga, de coração e a que pariu de forma fria e o final inesperado e que acabou por fazer mossa perante a balança da partilha que nem sempre quis que acontecesse. Um livro que todos devem ler a favor do bem querer os outros! Tão bom!

 

Se ficaste curioso, encomenda já o teu exemplar de Esta Ferida Cheia de Peixes, de Lorena Salazar Masso

esta ferida cheia de peixes capa.webp

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.