Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Hdeusesemitos-billboard

Love On Top de regresso

love on top.jpg

Hoje começa a nova edição do reality show low cost da TVI, o Love on Top, ou como Isabel Silva afirma, Lobe on Top. Já me questionaram sobre o que achava do regresso deste formato de bolinha vermelha ao ecrã. O que posso dizer? São seis raparigas e seis rapazes, escolhidos em discotecas e sites bem particulares, que se encontram numa casa para se conhecerem de dia e noite, em biquíni ou sem ele.

Quem me segue há algum tempo sabe que gosto de acompanhar reality shows, gostando de uns formatos e não tanto de outros, mas sigo e este em particular não é de todo dos meus preferidos, dentro do lote do que já foi feito a nível nacional. Percebo o seu regresso, principalmente pela polémica das quentes imagens pelo mundo online, gerando falatório nas redes sociais e imprensa e também por render milhões de visualizações em certos países onde os vídeos do formato são um verdadeiro sucesso nos conteúdos porno. Se vai ter audiência? Conseguirá manter os valores que o canal tem obtido no horário e com o TVI Reality. Se podiam e conseguiam fazer melhor? Podiam, mas com este tempo quente que agora chegou o momento é mesmo para colocar tudo a nu e com muita vontade para a brincadeira, mesmo que apostem num formato barato, com concorrentes que se vendem por pouco e estão dispostos a muito.

Vejam os novos concorrentes, escolhidos de forma bem especial, e comecem desde logo a pensar quem serão os primeiros a protagonizarem as ondulações com ou sem edredão e quanto tempo demorarão para lá chegarem. Um dia? Uma semana? Um mês é muito tempo! Vá, aceitam-se apostas!

 

8 Comentários

  • Em termos de conteúdo este é o formato de mais baixo nível que a TVI já transmitiu em matéria de reality shows. Tinha esperança que após um recuperar bem sucedido da imagem do Secret Story há uns meses, que agora conseguissem inventar algo decente, mas optaram pelo mais básico, apostar no mesmo do ano passado e que já mostrou estar mais que queimado, o Love on Top. Podem tentar mudar o formato e as regras pelo menos têm alterações mas só o nome do programa já repudia pelo que foi feito anteriormente.
  • Perfil Facebook

    Cláudia C Silva

    05.08.18

    Podiam seguir o exemplo de um programa Italiano que dá agora na sic mulher, chamado "Undressed". Também é de "Bolinha vermelha", para adultos, sobre amor e sexo, mas muito mais soft e completo. Adorava que fizessem uma versão portuguesa desse programa.
  • Sem imagem de perfil

    P. P.

    06.08.18

    Ora aí está uma boa sugestão.
    Ou o Undressed. Pelo menos, por pouco que seja, têm algum conteúdo científico.
  • Iria parar ao mesmo, com imagens um pouco abusivas para parte do público, mas lá está, o formato tem um canal próprio que pode estar bloqueado a menores e em sinal aberto é transmitido somente em horas tardias por ser para maiores de 16. O mesmo formato mas com explicações podia resultar, mas o nosso público português dos canais de sinal aberto, iria olhar para o mesmo e ver exatamente pelas cenas mais quentes e não pelas explicações.
  • Perfil Facebook

    Cláudia C Silva

    07.08.18

    O Undressed não é propriamente educativo, mas nem todos os conteúdos de TV têm de ser educativos, por favor! Lol. Concordo com o Informador, que não é a TV que tem de nos educar. Existem milhões de conteúdos, uns mais informativos, outros mais educativos, outros puramente de evasão, pois é para isso que também serve. Não temos de estar a pensar nem ser inteligentes 24/7, há momentos em que precisamos desligar.
    Os conteúdos sexuais, também não sou contra, faz parte da natureza humana gostar de ver, por isso não sou "contra" o Love On Top, só acho básico. Acaba por não ser muito diferente de muitos reality shows sexuais que proliferam nos EUA. Na minha opinião, e na minha opinião apenas, não me chama nada, porque não tem história, não tem nada, eles estão ali pura e simplesmente para fazer sexo, para isso mais valia ver um filme pornográfico!
    O Undressed, por outro lado, apesar de ter a componente sexual (são casais que estão deitados numa cama em roupa interior, há essa componente), não é explícita, ou seja, o objetivo não é eles no final ficarem lá a fazer sexo.O objetivo é conhecerem-se, até mesmo porque os participantes vão lá com o objetivo de encontrar a sua "alma gémea" ou pelo menos alguém compatível com quem desenvolver uma relação. Por isso vão-se conhecendo, orientados por um ecrã que dá "ordens" ou sugestões, mas sempre naquela onda de se conhecerem, de conversar, trocar pontos de vista. O mais ousado ali é o beijo final, e é só um beijo. No fundo, é um love date em formato televisivo. O objetivo e formato são completamente diferentes e também não pretendem educar ninguém, é simplesmente, um programa de evasão mas que tem interesse. O LOT não tem interesse nenhum a nenhum nível porque para ver relações efémeras e de sexo, lá está, mais vale ver um filme porno!

    Agora, não entendo os comentários do P.P. a bater na tecla do educativo, desde quando a TV tem de ser educativa?!
  • Nem mais! O LOT é para a bandalhada total e acho que podiam fazer bem melhor por cá e com o mesmo orçamento. Dentro do Undressed que falas a TVI vai agora adaptar o First Dates que tem mais ou menos a mesma temática mas através de jantares e saídas onde duas pessoas que não se conhecem vão tentar perceber se são alma gémeas e afins.
  • Perfil Facebook

    Cláudia C Silva

    08.08.18

    Pois, já vi o anúncio, vou espreitar quando começar, eheh
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.