Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

sveva-casati-billboard

Monólogos da Vagina | Yellow Star Company

25
Mar19

BEVA8445.JPG

Joana Pais de Brito, Júlia Pinheiro e Paula Neves são as anfitriãs dos renovados Monólogos da Vagina que já se encontram em cena no Teatro Armando Cortez de Quinta-feira a Sábado, pelas 21h30, e aos Domingos, pelas 18h00. E sabem o que vos tenho a dizer sobre este espetáculo? Maravilhas!

Composto por vários textos individuais ou narrados entre as três, os Monólogos da Vagina que a Yellow Star Company agora serve ao público tem tudo o que é necessário para um bom espetáculo teatral correr bem e levar os aplausos de quem o vê. Com aproximadamente hora e meia de sessão, o que é ótimo e adequado para não alongar e cansar, o texto de Eve Ensler está mais que perfeito e bem trabalhado nesta produção. Com a abordagem de temas como o sexo, menstruação, prostituição, amor, orgasmo, violação, mutilação, imagem corporal e tudo o que puderem imaginar em torno do tema Vagina e também com os inúmeros significados e nomes comuns que são dados a esta parte física do corpo feminino, os Monólogos da Vagina estão simplesmente tão bem produzidos que do início ao fim é impossível não conseguir arrancar uns bons momentos de gargalhada geral. 

Agora imaginem o que é ver a Júlia, a Paula e a Joana juntas em palco com uma disposição incrível para relatar histórias sobre vaginas que andam algures por este mundo. Com histórias divertidas, reais e dispostas de modo a questionar o público mas ao mesmo tempo animar, este monólogos íntimos mas interpretados para todos são uma autêntica lufada de ar fresco num tema que é muitas vezes tabu em conversas entre mulheres e muito menos junto de homens.

A atual temporada de Monólogos da Vagina além do bom texto tem nos três nomes do espetáculo um alicerce bem forte. Com a capacidade de criar personagens de Joana Pais de Brito e a constância e regular boa interpretação de Paula Neves, o interessante e chamativo aqui seria a surpresa de ver Júlia Pinheiro em palco e só vos digo que se de início adorei desde logo a prestação da Paula e depois da Joana, foi a Júlia que com alguns pontos de vergonha alheia em determinados momentos a solo em palco por ter um texto bem vaginal do seu lado, a apresentadora e agora atriz surpreendeu, falou mais alto ao seu bom estilo e provocou o público com as suas aparições que arrancaram os aplausos e mostraram que um rosto forte do panorama televisivo sabe bem o que é necessário agradar para chegar ao público. As atrizes estão muito bem e arrasam, levando consigo uma estreante na arte representativa que se mostrou como uma diva a falar de vaginas, pipis e amigas lá debaixo. 

Monólogos da Vagina é daqueles espetáculos que todas as mulheres devem ver por se conseguirem identificar e mergulhar na comédia perante os seus pensamentos que ficam só mesmo por aí. No palco o que é pensado é revelado de forma descomplexada e simples, criando um bom ambiente ao longo de hora e meia onde a boa disposição reina. Senhoras deste país, donas das suas vaginas, reservem já os vossos lugares e sigam em grupo num passeio de mulheres ou levem os vossos companheiros porque todos irão gostar de ouvir, refletir e depois comentar estes textos sobre Vaginas amigas que unidas jamais serão vencidas. 

 

 

mulheres-sexo-manias-mrec

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.