Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

02
Mar20

O Apelo Selvagem, o filme

o apelo selvagem filme.jpg

 

Inspirado no livro de Jack London, estreou no cinema o filme O Apelo Selvagem, onde o protagonismo está do lado de Buck, um cão gigante que da vida familiar é levado para a luta diária da corrida ao ouro do Alasca, acabando por ter lutar pela sua própria sobrevivência, aprendendo a debater-se com as complicações que se atravessam pelo seu caminho, onde os humanos são os grandes culpados. Com todas estas alterações, Buck, com a passagem do tempo, torna-se num cão selvagem que protege os seus de todas as complicações sociais.

Primeiro vi o filme e depois li o livro e que contraste que encontrei, o que não faz de um melhor ou pior que o outro. Se na película senti um verdadeiro baque no coração que me fez chorar praticamente do início ao fim. Na leitura isso não aconteceu. Tendo este filme sido inspirado pelo romance literário mas com grandes diferenças, O Apelo Selvagem na grande tela revela a ingenuidade e vontade de um cão comovente, que chega facilmente junto do espetador pela sua ternura. Grande de tamanho mas pequeno no campo afetivo, Buck é um cão com um evolução extraordinária graças aos maus humanos que vai apanhando pelo caminho. Se seguirem os mesmos passos, livro e filme parece ter a mesma premissa mas desenvolvimentos distintos para chegarem ao mesmo ponto. A história cinematográfica foi transformada para melhor conquistar, mostrando todo o processo de luta e conquista de um cão que acaba por enfrentar pela força de vontade, levando a luta pessoal a sério e transformando-se num grande conquistador. Já no livro a reviravolta é dada com outras personagens que vão sendo alteradas sem grande importância na narrativa, estando o animal muito mais em foco a solo do que com os humanos com que se cruza e mesmo com os outros cães que enfrenta e defende, não existindo tanto impacto para com os seus feitos.

Este é um filme que emociona, para mais a quem tem animais como companheiros de casa. Se gostam de ler antes de verem o filme, façam-no. Se fizerem o contrário, podem crer que após a grande tela não conseguirão sentir de forma tão real a história relatada por palavras. Sempre fui defensor que primeiro o livro e depois o filme e com O Apelo Selvagem só venho a reforçar tal ideia. 

  

Compra o livro que inspirou este filme...

o apelo selvagem.jpg

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.