Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

16
Mai19

O helicóptero do acidente de Santana Lopes

O Informador

santana lopes paulo sande.jpg

 

Santana Lopes e o candidato pelo seu partido Aliança às Europeias, Paulo Sande, sofreram um acidente de carro no sentido norte-sul da A1. Segundo a comunicação social, o antigo primeiro-ministro ficou encarcerado no veículo após o capotamento do veículo mas antes mesmo de ser transportado para o centro hospitalar de Coimbra falou com a sua equipa eleitoral ao telefone. Os dois políticos sofreram vários ferimentos ligeiros mas o INEM, sabe-se lá porque, enviou um dos poucos helicópteros disponíveis no país para transportar de forma mais rápida os dois rostos do partido Aliança. 

Vamos lá situar as coisas, Santana Lopes e Paulo Sande tiveram um acidente. Correto. O carro capotou. Correto. Ambos ficaram com ligeiros ferimentos. Correto. E mesmo assim e por ser o ex primeiro ministro teve direito a ocupar um helicóptero que podia ser necessário para casos realmente graves para ser transportado para o hospital de Coimbra e que fez com que a estrada tivesse de ser totalmente cortada durante algum tempo. 

Cá para mim e olhem que não sou de intrigas, a jornalista de investigação da TVI, a conhecida Ana Leal, já começou a fazer as contas para todos ficarmos a saber os custos do transporte de Santana Lopes do local do acidente para o hospital em helicóptero e o que poderá ter acontecido com verdadeiras urgências nesse momento. 

Confessem, se eram ferimentos ligeiros não havia mesmo necessidade de recorrer ao transporte aéreo como se fosse algo de grave.

E assim a vida continua...

 

 acidente santana lopes a1.jpg

 

8 Comentários

  • Imagem de perfil

    O Informador

    16.05.19

    Acidentes bem mais graves aconteçam sem que sejam accionados tantos meios. Ontem já se sabia que eram ferimentos ligeiros e que o próprio Santana ligou para a equipa ainda no local.
  • Imagem de perfil

    Sarin

    16.05.19

    Repito que a linha temporal é distinta: o tempo que medeia entre a decisão do CODU perante uma emergência (viatura capotada várias vezes com encarceramento) e o "já se saber" faz muita diferença.


    Há acidentes bem piores em que os meios não são assim accionados porque estão inacessíveis ou porque o tempo de resposta não o permite ou ... mais uma vez, o contexto.
  • Imagem de perfil

    O Informador

    16.05.19

    Sim, um acidente com capotamento, em que ambos os acidentados falam e percebem que não estão assim tão mal. Se fosse um anónimo o helicóptero só iria se fosse mesmo necessário e já com os outros meios a não conseguirem responder sozinho.
  • Imagem de perfil

    Sarin

    16.05.19

    Mas o problema passa por aí: é que com anónimos o helicóptero também avança, mas não é notícia.

    https://www.inem.pt/wp-content/uploads/2018/04/Relatório-Meios-de-Emergência-Médica-2017VF-2.pdf


    E num acidente de viação com capotamento não são as vítimas que definem se estão bem - são os médicos.

    https://ec.europa.eu/transport/road_safety/topics/serious_injuries_pt

    https://www.msdmanuals.com/pt-pt/casa/lesões-e-envenenamentos/traumatismos-cranianos/considerações-gerais-sobre-traumatismos-cranianos
  • Imagem de perfil

    O Informador

    16.05.19

    Sim, os helicópteros avançam sempre nos acidentes de capotamento com feridos graves. Não, isso não acontece dessa forma. Ao longo de todos estes anos não vi helicópteros em acidente algum pelo qual tenho passado. Podem ser chamados numa primeira fase para ficarem de prevenção mas serem enviados para trás. O caso de Santana Lopes só foi diferente porque queria que o líder da Aliança chegasse mais rápido ao hospital de Coimbra e não por necessidade. Era necessário contornar o trânsito e isso assim foi feito.
  • Imagem de perfil

    Sarin

    16.05.19

    Apresentei-lhe dados e factos. As ilações são suas.

    Mas se é por questões de experiência, posso adiantar que vi duas vezes helicópteros chegarem a hospitais com vítimas de acidentes de viação. Nenhuma das vezes era um político ou famoso.
  • Imagem de perfil

    O Informador

    16.05.19

    Não estou a dizer que isso não acontece, mas não é «chapa cinco» como quer fazer passar. Neste caso o alarido feito não era assim tão necessário para estes meios de socorro e acredito que só o fizeram mesmo porque se algo corresse mal caiu-lhes em cima.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    young-adult-50-mrec

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Sigam-me

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Comentários recentes

    • Cláudia C Silva

      Adorei a forma como (nos) conduziste (no) texto!Eu...

    • P. P.

      Gostei muito do texto e da fotografia. Aliás, ador...

    • O Informador

      Bom dia!

    • imsilva

      No sofá, a ler o que escreveste ontem à noite, mas...

    • O Informador

      Existem muitas habitações por este país fora que t...

    Pesquisar

    Atual Leitura
    Top mais vendidos Wook