Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

banner-livros-de-terror-billboard

O helicóptero do acidente de Santana Lopes

16
Mai19

santana lopes paulo sande.jpg

 

Santana Lopes e o candidato pelo seu partido Aliança às Europeias, Paulo Sande, sofreram um acidente de carro no sentido norte-sul da A1. Segundo a comunicação social, o antigo primeiro-ministro ficou encarcerado no veículo após o capotamento do veículo mas antes mesmo de ser transportado para o centro hospitalar de Coimbra falou com a sua equipa eleitoral ao telefone. Os dois políticos sofreram vários ferimentos ligeiros mas o INEM, sabe-se lá porque, enviou um dos poucos helicópteros disponíveis no país para transportar de forma mais rápida os dois rostos do partido Aliança. 

Vamos lá situar as coisas, Santana Lopes e Paulo Sande tiveram um acidente. Correto. O carro capotou. Correto. Ambos ficaram com ligeiros ferimentos. Correto. E mesmo assim e por ser o ex primeiro ministro teve direito a ocupar um helicóptero que podia ser necessário para casos realmente graves para ser transportado para o hospital de Coimbra e que fez com que a estrada tivesse de ser totalmente cortada durante algum tempo. 

Cá para mim e olhem que não sou de intrigas, a jornalista de investigação da TVI, a conhecida Ana Leal, já começou a fazer as contas para todos ficarmos a saber os custos do transporte de Santana Lopes do local do acidente para o hospital em helicóptero e o que poderá ter acontecido com verdadeiras urgências nesse momento. 

Confessem, se eram ferimentos ligeiros não havia mesmo necessidade de recorrer ao transporte aéreo como se fosse algo de grave.

E assim a vida continua...

 

 acidente santana lopes a1.jpg

 

5 comentários

  • Imagem de perfil

    Sarin 16.05.2019

    Marta, não minimizo o seu sofrimento aquando do acidente.
    Mas há 4 helicópteros no país - um deles em Santa Comba Dão, a minutos de vôo.
    - Os helicópteros avançam em acidentes específicos - capotamento repetido é um deles.
    Quando os helicópteros avançam para anónimos, não é notícia - em 2017 avançaram para uma média de 3 intervenções diárias.

    Depende do aparato do acidente, da proximidade e da disponibilidade do heli. Da pessoa a socorrer? Já outros políticos tiveram acidentes e não foram helitransportados.

    Garanto-lhe que não sou simpatizante do PSD, do Aliança ou do Sporting, nunca fui funcionária da Santa Casa da Misericórdia nem nunca fui Santanette :)

    Há muito proteccionismo e muita política de excepção para os VIP da política - mas nem tudo acontece por isso.
  • Imagem de perfil

    O Informador 16.05.2019

    Três ou quatro helicópteros num país com um grau elevado de acidentes. Estes meios não são accionados assim tão facilmente, podem dizer que sim, mas os mesmos não aparecem. Os anónimos podem ser socorridos em ambulância e enfrentar o trânsito até ao hospital quando não estão mesmo a morrer. O político neste caso teve esta regalia de saltar o trânsito da cidade e da A1 e chegar bem mais rápido ao centro hospital quando se verificou que não estava a morrer logo no local.
  • Imagem de perfil

    Sarin 16.05.2019

    Cf disse antes, apresentei-lhe factos. As ilações são suas.
  • Imagem de perfil

    O Informador 16.05.2019

    Como lhe disse acima, não digo que o socorro aéreo não seja feito, mas não é tão comum e necessário como foi neste caso.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.