Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Primeira conjuntivite

olhar.jpeg

 

Acordas e tens uma dor leve no olhar que te desfoca através das lágrimas a visão. Lavas a cara e tentas perceber o que está a afetar a tua visão. Não encontras qualquer pestana, grão de pó ou impureza. Pensas que passado um pouco está tudo bem. As horas passam e a tua visão tendem a piorar, a comichão surge e não consegues entender o que se passa. Não podes colocar as tuas lentes de contacto para saíres de casa. Vais à porta da rua e percebes que o sol te afeta. Colocas os óculos de sol sem graduação porque tens de te deslocar a uma farmácia para te receitarem alguma coisa. Conjuntivite é o nome que dão ao mal estar sentido no olhar. Um frasco de pingos sai contigo do estabelecimento. Voltas a colocar os óculos escuros para andares na rua e chegares a casa. Optas por ficar no escuro porque a luz do dia afeta, colocas os pingos, estás a melhor com as horas que passam e quando dás por isso passou um dia de folga perante o qual não desfrutaste porque tiveste a tua primeira conjuntivite ao fim de trinta e três anos, onde mais de metade dos mesmos usas lentes de contacto e nunca nada deste género te tinha acontecido. Esta história é minha, eu sou o Ricardo, o moço que ficou com conjuntivite assim do nada e ao fim de mais de trinta anos, sem saber como era ter esta reação ocular. Espero que tenha sido a primeira e a última! Obrigado!

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.