Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Quem apresenta o Secret Story 7

secret story 7.jpg

Um ano sem Secret Story no ecrã da TVI, que optou por criar e inventar reality shows low cost para tentar vender ao público que se encontra mais atento que nunca. Agora e depois de esgotarem o formato do programa agendaram para o início de 2018 uma nova temporada da Casa dos Segredos, a 7, mas deixo já aqui a minha premonição... Não vai correr bem!

Primeiro, ao longo de praticamente mais de dois anos os reality shows não pararam de ser transmitidos na TVI e pelo canal exclusivo Zon, o TVI Reality, esgotando desde logo o formato. Se depois pensarmos nas apostas furadas que foram as sucessivas edições do Love On Top onde os cromos eram os mesmos de mês para mês com entradas e saídas forçadas para sempre andarem na roda viva que a produção tanto gostou de criar e do estilo de jogo criado que manchou o formato por completo após as duas primeiras temporadas. Após as polémicas do programa mais aldrabado da vida real, eis que voltaram a inventar e colocaram famosos dentro da casa do Secret Story que virou um mini e mal amanhado centro comercial com quatro negócios geridos por rostos conhecidos do público. Quem se lembra de criar um reality show com famosos, tentar que o mesmo vivesse em torno dos negócios e colocar a casa e tudo em seu torno num deserto, fora das grandes cidades? TVI e Endemol, claro!

Erro atrás de erro em matéria de programas da vida real com invenções caseiras e mal confecionadas, num argumento de que seria para um horário de menor consumo e para ocupar o TVI Reality. Demoraram tanto tempo a perceberam que nada resultou e agora, após o cancelamento do Biggest Deal o que fizeram? Anunciaram desde logo uma nova temporada do Secret Story. O que fez Teresa Guilherme, que supostamente já tinha arrumado os sapatos para este tipo de programa, onde foi rainha durante anos? Disse que não voltava a apresentar o formato por ter talvez um pouco de sensatez e perceber que não irá correr bem por culpa da má gestão do canal para com estes programas nos últimos anos e por saber que a produção irá fazer mais do mesmo e não alterar o método do jogo para o mesmo se voltar a tornar complexo e rigoroso como outrora. 

Com Teresa a não querer voltar, os rostos sonantes do canal também estão fora de questão, principalmente Cristina Ferreira e Manuel Luís Goucha que apresentam diariamente o Você na Tv!, tendo a apresentadora o Apanha Se Puderes para gravar novas temporadas e a dupla a preparar uma nova edição de A Tua Cara Não Me É Estranha. Fátima Lopes seria talvez a hipótese mais rápida dentro da TVI, mas ao que parece não foi a escolhida pelo perfil que tem junto do seu público das tardes. Se os que rendem melhores valores não podem e também não querem, os outros parecem nem ser sequer opção, talvez pelas idades, querendo a produtora e o canal uma opção mais velha para comandar o regresso do reality show. Eis que de fora e pela imprensa surge o nome de José Carlos Malato para saltar da RTP e apresentar a nova temporada da Casa dos Segredos no canal quatro. Se era boa aposta? Podia ser, mas não simpatizo assim tanto com o Malato. Ao que parece o convite para se mudar foi recusado após duas reuniões com a direção da TVI, surgindo assim o nome de João Baião, que ao ficar sem o seu programa da tarde na SIC irá ficar na prateleira em termos de apresentação no canal para o qual se transferiu há uns anos e onde ainda não conseguiu ter uma aposta de sucesso. Se ficar na SIC o destino de Baião é a ficção, mas a imprensa insiste no nome do comunicador para ser o apresentador da Casa onde os Segredos nas últimas temporadas contaram pouco para o jogo. Se vejo o João na condução de um reality? Talvez! Se fosse diretor do canal apostava no apresentador? Não, mas se surgir na TVI com o estilo que tinha na RTP, deixando as macacadas de lado, poderia correr bem, mas espero que tal contratação não aconteça, para mais para apresentar um reality show com história marcada inicialmente por Júlia Pinheiro e depois com o regresso de Teresa Guilherme. 

Teresa, Fátima, Malato ou Baião... Será que um destes rostos irá apresentar o Secret Story 7 no início de 2018 ou ainda teremos um outro nome na condução do reality show que conta com a Voz como principal anfitriã? Cheira-me que se quiserem surpreender vão fazer contratação e roubar um rosto à concorrência para tentarem ao mesmo tempo provar que existem estrelas televisivas que funcionam num canal e não por outro. No entanto, a continuação na aposta em Teresa Guilherme, mesmo a apresentadora continuando a dizer que não, como já o fez por outros anos, parece-me ser cada vez mais certa! 

O início do ano irá deitar as cartas e se existir contratação será revelada em grande! Se não existir teremos muito certamente mais do mesmo com produção a seguir a mesma linha, a apresentadora com os seus trocadilhos sem graça e as regras mais que rodadas num programa que já teve tudo e que conseguiram estragar com o tempo e com os seus derivados diretos e indiretos. 

O que é certo para já é que o Secret Story vai voltar, mas tudo o resto ainda é Segredo!

 

4 Comentários

  • Os reality shows são mesmo dos formatos televisivos que podem ser melhor analisados em termos do comportamento humano, embora a maioria das pessoas, que critica e vê sem o admitir, muito pelo preconceito que os próprios criam e afirmam em termos sociais. Eu gosto de ver reality show, já vi muito mais, já acompanhei temporadas inteiras, agora vou vendo e apanhando blocos de imagens quando calha e quando deixo a televisão ligada e ando a fazer alguma coisa.
    O Big Brother foi a mudança mundial e o aparecimento de um novo conceito televisivo, surgindo depois vários formatos do género e de sucesso por cá que foram bem produzidos, dai terem sucesso como foi o caso da Quinta das Celebridades e Primeira Companhia. A partir daí só mesmo o Secret Story é que se conseguiu impor em cinco temporadas, tendo a sexta baixado os valores que vinham a ser feitos porque entretanto a produção deixou muitos erros pelo caminho com certas permissões e mudanças no jogo que acabaram por estragar tudo. Espero, muito sinceramente que com os erros da última temporada da Casa dos Segredos e com os erros do Love on Top, A Quinta e Biggest Deal, tenham percebido que é necessário voltar ao passado e recuperar a base do programa com as inovações que já foram feitas a nível internacional. Alterando agora o apresentador e se a Endemol se conseguir mexer em boas condições podiam ter uma nova e refrescada temporada, mas não acredito que em termos de organização façam diferente e isso estraga logo tudo com os concorrentes a fazerem quase tudo o que querem ser serem chamados à atenção e levarem castigos e expulsões quando assim tem de ser. O contacto com o exterior estraga muito estes formatos, mas TVI e Endemol acham que não, enfim... Quanto ao Shark Tank que na SIC não correu bem, a TVI fez o Temos Negócio em formato semanal mas que se tivesse em modo reality show diário e com maior investimento talvez tivesse resultado de outra forma. Mas a aposta foi boa, podendo-se fazer talvez mais com aquele formato que podia regressar igual ou melhorado numa nova temporada, já que correu bem em termos de audiência, ao contrário do Shark Tank na SIC.
    A Teresa afirmou com o final de A Quinta que ia parar e não apresentar mais reality shows, regressou em vão para o Biggest Deal, cometendo um erro que já tinha dito não repetir. Agora o melhor seria mesmo deixar-se ficar com o formato de A Casamenteira no Você na Tv! e em programa isolado ao Sábado à tarde e aos poucos poder ganhar um espaço semanal de entrevistas mais sérias na TVI. Ela é a melhor em termos de programas da vida real, mas tudo tem o seu tempo e acho que o da Teresa já se foi, há que apostar em novos nomes para a substituírem e já que esta nova edição do Secret Story é um risco só por estrear já que o formato da vida real está esgotado por culpa do canal que não deu pausas aos reality shows nos últimos anos devido ao TVI Reality, eis que arriscar por arriscar que se altere tudo, pena é a produção também não mudar.
  • Perfil Facebook

    Cláudia C Silva 21.12.2017

    A um grande comentário, uma grande resposta :D

    Bom, por partes... sim, há muita gente preconceituosa com isso, e depois vê em segredo. É ridículo. Mais vale admitir. Ver esses programas não me torna numa pessoa pior. Quanto muito, podia utilizar esse tempo para fazer outra coisa...mas não desperdiçamos todos tempo? lol

    Concordo com o q dizes,mas nem sabia que pelo meio tinha havido esses programas todos (eu realmente não vejo muita TV, só quando me interessa, e gosto imenso de reality shows de renovação de casa e de estilismo, que dão na SIC Mulher, então vejo mais esses). Nem sabia que a TVI tinha feito uma versão diferente do Shark Tank. Mas não considero que o Shark Tank falhou... acho que foi um sucesso. Eu adorei! Especialmente porque também tenho uma startup então talvez por isso, entrasse o factor de identificação pessoal.

    Para o Secret Story voltar a ser um sucesso, na minha opinião, acho que os concorrentes devem ser totalmente novos, totalmente anónimos e ninguém conhecer ninguém. Porque acho que também o que estragou um bocado, não foi só o crescente contacto com o exterior mas também que de temporada para temporada afinal alguém já conhecia alguém lá de fora. Prejudica logo toda a dinâmica e toda a ideia de criar novas relações entre pessoas que não se conhecem de lado nenhum num ambiente muito específico. Conhecerem-se antes para mim é uma grande falha neste formato, mesmo. Tira logo toda a piada! Acho que o nível de inteligência das pessoas que entram também podia ser diferente, não ser tão azeite, mas enfim, acho que isso já faz parte e é de propósito! No fundo, e um dos aspectos que eu acho que é uma boa questão de "estudo sociológico" é a comparação que fazemos com eles. Sentimo-nos melhores e superiores. Pelo menos eu sinto. Acho o programa engraçado e que realmente entretém mas há sempre aquela voz dentro de mim a dizer "fogo que gente tão limitada... ainda bem que não sou assim". Pode ser um bocado presunçoso mas é a verdade... :P

    De facto o novo apresentador é uma incógnita, a Teresa é a melhor mas pelos vistos não vai alinhar, vamos lá ver no que vai dar! ;)
  • Em termos audiométricos o Shark Tank não resultou, mas acho que o factor de ter sido transmitido na SIC não tenho ajudado. Existe o caso do MasterChef que teve uma primeira temporada na RTP que passou despercebida e uns anos depois quando a TVI comprou o formato fez do mesmo um produto de sucesso. Acho que existem programas que não funcionam num canal e por outro são um verdadeiro sucesso, devido ao público de cada canal.

    Falando do Secret Story... Será que não teríamos comportamentos semelhantes a certos concorrentes se ficassemos limitados a um espaço, com pessoas que não conhecemos e a viver dentro de regras e pressão constante com jogos e provas onde o confronto de ideias existe? Entre as duas contratações vindas de outro canal preferia o Baião, mas não gosto assim tanto nem de um nem de outro. Mas o Baião enquanto esteve na RTP mostrou ser um apresentador diferente, coisa que na SIC regrediu. Se surgir mais calmo e sem aquela palhaçada que tem mantido na SIC talvez seja boa contratação e que consiga ter o sucesso na TVI que não tem neste momento onde está, mas não vejo nem uma nem outra como boas apostas.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.