Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

20
Mar18

Relançamento dos Tamagotchi

tamagotchi.jpg

Os mais novos têm uma novidade pronta para experimentarem nos telemóveis dos pais que também irão reviver o sucesso de outros tempos. O regresso dos Tamagotchi já havia sido anunciado pela Bandai Namco em 2017 e agora todos já podem ter acesso às pequenas criaturas através dos sistemas operativos iOS e Android. 

Os Tamagotchi já regressaram a várias partes do planeta e Portugal já conta com as novas criaturas virtuais que irão conquistar os mais novos como uma novidade e também os mais velhos que secretamente irão cuidar dos animais de estimação dos filhos, tudo a pensar no bem-estar da «criatura animada», claro. 

Longe vai o ano de 1997 em que surgiram os primeiros Tamagotchi, em formato de ovo num porta-chaves que nos acompanhava para todo o lado. Cuidando e estimando, os seres virtuais precisavam e voltam a precisar, nesta nova versão, de serem alimentados, dos cuidados de higiene, de brincarem e de dormirem, mas desta vez e porque a sociedade vive em constante mudança, até nas redes sociais os novos Tamagotchi marcam presença. Outra das novidades deste regresso é que, ao contrário dos primórdios, as novas criaturas não morrem se estiverem vários dias sem visitas e cuidados, sendo praticamente imortais. O crescimento do Tamagotchi pessoal irá estar ao encargo do seu «padrinho», estando a pequena criatura em evolução consoante a forma como é tratada. 

Sabes que mais? Este foi um dos sucessos que acompanhei e na altura tive dois Tamagotchi, um pinto que durou e durou e um cão menos capacitado para a sobrevivência. Há vinte anos atrás era fácil agradar os miúdos com este tipo de conteúdos, hoje acho difícil esta renovação conseguir alcançar o sucesso junto do principal público-alvo. 

Para os mais distraídos, eis os links diretos para poderem descarregar nos respetivos sistemas operativos a aplicação My Tamagotchi Forever, iOS e Android.

 

2 Comentários

  • A parte do serem imortais também não concordo porque o facto de os nossos, há vinte anos atrás, poderem morrer, era um dos motivos para estarmos mais atentos e responsáveis porque não queríamos ficar sem o boneco que já tinha evoluído.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.